terça-feira, 13 de Setembro de 2011 09:54h Natalia Santos

Motoristas são flagrados trafegando na MG-050 alcoolizados

Em um dos casos o motorista sofreu um acidente, mas ninguém ficou ferido

Dois motoristas supostamente embriagados foram presos durante o final de semana em Divinópolis. Os dois homens se recusaram a soprar o etilômetro. Na primeira prisão ocorrida no sábado, 10 de setembro, o motorista chegou a bater o veículo, mas ninguém ficou ferido. Este, com a presença da Polícia Rodoviária, assumiu estar em estado de embriaguez. Os dois motoristas tiveram as Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) e os veículos apreendidos.

 

 

Adriano Gonçalves Nogueira de 39 anos seguia na MG-050 sentido Itaúna. Após perder o controle do veículo veio a bater na defensa da pista, próximo à trincheira da Rua Goiás. De acordo com informações da Polícia Rodoviária, ele apresentava sinais de embriaguez e chegou a afirmar que bebeu cerveja, porém se recusou a fazer o teste do bafômetro. A batida ocorreu por volta das 5h55 da manhã de sábado e não envolveu outros veículos. O motorista natural de Carmo do Cajuru e residente da mesma cidade foi levado para a delegacia, multado e liberado.

 

CAMINHONEIRO

 

 

O outro condutor, o motorista Sérgio Luciano Oliveira também foi preso na MG-050 com sintomas de embriaguez. A Polícia Militar Rodoviária de Carmo do Cajuru, abordou Sérgio em frente ao Posto Policial da rodovia depois de uma denúncia anônima. Segundo informações, ele dirigia em zig-zag na via. Após ser abordado, o homem de 47 anos se recusou a realizar o teste do etilômetro. Ele foi preso e encaminhado para a delegacia de Divinópolis. “Ao ser feita a abordagem do motorista foi observado que este apresentava fala enrolada e o corpo cambaleante. Foi pedido para que ele soprasse o bafômetro, mas ele recusou”, contou a Polícia Rodoviária. Sérgio foi conduzido para a delegacia civil de Divinópolis, onde foi autuado.
 

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.