sexta-feira, 10 de Julho de 2015 10:14h Atualizado em 10 de Julho de 2015 às 10:19h.

Mulher denuncia vizinhos por maus tratos aos filhos e acaba presa com o marido

Armas do casal foram apreendidas

A Polícia Militar (PM) prendeu, nesta quarta-feira, um casal que estava com armas em um sítio onde trabalham. Os policiais militares foram até o local após denúncias de que o vizinho maltratava os filhos, o que foi negado por ele e pela esposa.
De acordo com a PM, Marcela Andrea Merino Vergara, de 45 anos, denunciou que o vizinho, Mario Cícero da Silva, de 44 anos, estava maltratando os filhos em um sítio localizado na comunidade de Cacôco do Meio, zona rural de Divinópolis.
No local, a esposa de Mário disse aos policiais que a denúncia não procede e que nunca presenciou qualquer tipo de agressão contra as crianças. Os policiais militares constataram também que as crianças estavam com as integridades físicas e psicológicas preservadas.
Em conversa com Marcela, ela disse aos policiais que sabia manusear com precisão qualquer tipo de arma de fogo, inclusive, relatou que frequentou aulas de tiro. Os policiais passaram a indagá-la sobre a possível propriedade de algum tipo de armamento de fogo e munições e ela confirmou que em sua residência havia duas armas de fogo.
Diante da confirmação, os policiais solicitaram a Marcela e ao marido, Ademir Teodoro dos Santos, de 55 anos, permissão para entrarem na residência. Durante busca domiciliar na casa principal do sítio, no quarto de casal, os policiais localizaram em uma das gavetas do guarda-roupa, um revólver calibre 32, capacidade para seis tiros e mais cinco munições intactas do mesmo calibre.
Em continuidade às buscas domiciliares, a guarnição deslocou até o quarto de hóspedes da casa principal, onde localizou, dentro de uma maleta no guarda-roupa, um revólver calibre 38, capacidade para seis tiros, uma munição deflagrada de calibre 762 em coldre para revólver.
O homem disse aos policiais que as armas de fogo são de propriedade de seu patrão, que mora em Sete Lagoas. Marcela e Ademir foram presos e conduzidos para delegacia, juntamente com as armas apreendidas.

 

Réplica
Em patrulhamento, os policiais avistaram Guilherme Rodrigues de Moura, de 24 anos, e um adolescente, de 17 anos, em atitudes suspeitas. Os dois foram abordados e com o adolescente os policiais encontraram uma réplica de arma de fogo e, com Guilherme, foi localizado um celular.
Segundo os suspeitos, a réplica estava sendo levada para um indivíduo de nome “Jequinho”, para posteriormente praticarem assaltos em postos de combustível. Diante dos fatos, Guilherme foi preso e o adolescente apreendido e eles foram conduzidos para a delegacia, juntamente com os materiais.

 

Crédito: Divulgação PM

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.