sexta-feira, 29 de Abril de 2016 10:59h Atualizado em 29 de Abril de 2016 às 11:10h. Carina Lelles

Mulher desconfia de “bilhete premiado” e golpistas são presos no Centro

No fim da manhã de ontem, dois homens foram presos suspeitos de tentar aplicar o golpe do “bilhete premiado” em uma mulher, de 40 anos, no Centro de Divinópolis

Os suspeitos, de 52 e 63 anos, foram levados para a Delegacia e tentaram passar nomes errados.
De acordo com a vítima, ela foi até uma agência bancária, localizada na Avenida Primeiro de Junho, esquina com Rua Paraíba. No local, os caixas eletrônicos estavam fora do ar e a vítima resolveu esperar o banco abrir, sentando em um banco no ponto de ônibus.

 

 


Um suspeito sentou ao lado dela e puxou assunto. Após algum tempo, a mulher foi até o banco, sacou o dinheiro do benefício de uma filha, que tem necessidades especiais, e deixou a agência. Ainda na Primeiro de Junho, quase esquina com Rua Rio de Janeiro, a mulher foi abordada novamente pelo suspeito, que, conversando, seguiu ao lado dela, até que o segundo suspeito chegou com o bilhete.

 

 


A vítima desconfiou da conversa da dupla, mas calmamente, concordou em ir até uma casa lotérica para sacar o dinheiro e dar aos golpistas em troca do bilhete premido. No caminho, até a lotérica, que fica também na Primeiro de Junho, a mulher parou uma conhecida e os suspeitos ficaram mais adiante.
A vítima aproveitou e pediu à amiga que acionasse a Polícia Militar, por achar que estava sendo vítima de um golpe. Os militares já estavam em monitoramento pelas câmeras do “Olho Vivo” e, com o acionamento, foram rápido ao local e conseguiram prender os suspeitos.

 

 


Antônio Carlos da Silva, de 52 anos, e José Eustáquio de Oliveira Junior, de 63 anos, foram levados para a Delegacia, mas ainda há a suspeita de que eles tenham passado nomes errados aos militares. Com eles, foram encontrados cerca de R$1,2 mil, estimulantes sexual e um bilhete de loteria.

 

 

Créditos: Divulgação WhatsApp / Carina Lelles

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.