sábado, 20 de Abril de 2013 06:16h Erik Ullysses

Mulher é acusada de maus tratos e abandono do próprio pai

Ela foi presa na tarde de ontem no bairro Nova Holanda. Idoso de 65 anos estava magro, em uma cama com mau cheiro e sozinho em casa

Durante a tarde de ontem (19) uma mulher foi presa suspeita de maltratar e abandonar o próprio pai, no bairro Nova Holanda. De acordo com a Polícia Militar, foi recebida uma denúncia por meio do 190 relatando que no local um senhor de 65 anos estaria sendo mal cuidado pela filha. Os Militares se deslocaram até o local para averiguar o fato.
De acordo com o cabo Nelson Francisco dos Santos, no local foi encontrado José Abigais Cândido, de 65 anos. Ele estava em uma cama nos fundos da residência. “No local nós constatamos um senhor de idade no fundo da residência, em um quarto. Tinha mau cheiro e ele estava em cima da cama” afirmou. O cabo disse ainda que as condições em que se encontrava o idoso eram precárias.
O homem estava sozinho na residência, e somente cerca de 30 minutos depois é que uma neta, de 15 anos, do senhor chegou à residência. Alguns minutos mais tarde, uma outra neta, de 16 anos, chegou à residência e contou que ela estava responsável por olhar o avô, mas que havia saído para comprar remédios para o mesmo em uma farmácia.
Foi feito contato com Elisa Aparecia Cândido, de 41 anos que, alegou estar trabalhando. A mulher se disse responsável pelo idoso e que ele não estava abandonado. Ela afirmou que o pai sofre de epilepsia e que a filha havia saído para buscar os remédios para o avô. Elisa disse ainda que a PM não foi a sua casa por causa de uma denúncia anônima, mas sim porque, nas palavras dela, o filho estaria “aprontando” na cidade. Dessa forma, os Militares teriam ido atrás do filho. Ela é mãe de Saulo Cândido Castilho, conhecido como Saulinho, foragido da justiça e suspeito de cometer assassinatos em Divinópolis.
Durante a ação dos Militares, a filha de Elisa, de16 anos, tentou impedir a ação dos Militares e acabou sendo apreendida por desacatar as autoridades. As duas foram encaminhadas para a Delegacia da Polícia Civil, onde prestariam depoimento. O cabo Nelson ressaltou que foram feitas filmagens e fotos do local, além de uma entrevista com o idoso, para auxiliar nas investigações.

 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.