sábado, 16 de Agosto de 2014 06:50h

Mulher é agredida por ladrão

Uma mulher de 25 anos foi atacada por um homem que tentou roubar o seu celular.

A ação só não foi concretizada porque populares ajudaram a vítima.
De acordo com a vítima, ela andava por uma rua quando foi abordada por um indivíduo alto, magro e negro, o qual passou a enforcá-la e agredi-la, tentando roubar seu celular.
Segundo ela, o autor ainda a jogou no chão e só não conseguiu concretizar o roubo porque moradores do local ouviram seus gritos e vieram ajudá-la. Com a chegada das pessoas, o autor evadiu do local.
Segundo os moradores locais, esse indivíduo está trazendo diversos problemas para a localidade, sendo inclusive suspeito da autoria de um estupro consumado. Durante rastreamento, a PM foi informada pela irmã da vítima, que o autor da tentativa de roubo estava trabalhando na obra de um conjunto residencial.
De imediato, os militares se deslocaram até o local onde abordaram o autor, de 19 anos, o qual negou os fatos, porém foi convidado a comparecer na Delegacia para maiores esclarecimentos. Na Delegacia, a vítima relatou que o jovem apresentava características físicas semelhantes às do autor e que trajava as mesmas vestes, porém não podia afirmar se era ou não o autor.
Segundo o suspeito, horas antes da chegada da PM à obra, ele recebeu uma ligação da irmã da vítima dizendo que isso não iria ficar assim, que seus irmãos iriam “lhe pegar e dar-lhe um tiro na cara”. O suspeito ficou preso.

 

 

 

Padaria
Uma padaria em Dores do indaiá foi assaltada. Segundo a proprietária, de 43 anos, um indivíduo encapuzado chegou ao estabelecimento, sacou um revólver e anunciou o assalto, recolhendo todo o dinheiro do caixa. Em seguida, evadiu do local.
Durante rastreamento, os militares foram informados que um indivíduo com as mesmas características estava em uma residência, na qual foi abordado o autor de 21 anos. Ao realizar uma busca/revista no interior do imóvel, foram encontradas as roupas, a toca ninja e as luvas usadas no crime, R$468 e o revólver calibre 38, desmuniciado. 
O autor confessou o roubo e foi reconhecido pela vítima. Ele disse não portar RG, alegando que havia perdido seus documentos e que já havia cumprido pena por alguns crimes. Disse ainda, que havia se mudado para Dores com sua esposa e três filhos há apenas quatro dias e que veio da cidade de Nova Serrana a procura de trabalho.
O autor foi conduzido ao hospital local, onde foi atendido pelo médico de plantão que constatou um edema no nariz, proveniente da tentativa de fuga. Posteriormente, foi conduzido à Delegacia juntamente com a arma, dinheiro e demais objetos usados no crime.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.