sexta-feira, 16 de Novembro de 2012 05:38h Gazeta do Oeste

Museu Nacional do Mangalarga Marchador será inaugurado neste sábado

Será inaugurado neste sábado, às 10h30, em Cruzília, no Sul de Minas, o Museu Nacional do Cavalo Mangalarga Marchador. A inauguração será realizada entre as atividades da quarta edição do Marchardor Fest, evento organizado pela Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Mangalarga Marchador (ABCCMM), que premia os melhores da raça anualmente.

Esperado desde os anos 90, quando a ideia surgiu entre os criadores associados, o museu é considerado um presente não só para os amantes da raça, mas para todos que apreciam a história e a cultura brasileira. “O museu vai agregar valor à nossa tradição e história. Vai ser um ponto de referência para as pessoas interessadas em resgatar a cultura nacional”, avaliou o presidente da Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Mangalarga Marchador, Magdi Shaat.

O visitante do Museu Nacional do Mangalarga Marchador, além de apreciar um acervo documentado e dividido entre salas na sede, poderá fazer um trajeto entre fazendas e criatórios tradicionais do Sul de Minas. Os roteiros variam de 22 a 60 km e percorrerão ruínas ou fazendas de grande importância para a história da raça e também majestosas construções da época do Brasil Império como a Fazenda Traituba.

Aprovado em maio de 2009, pelo Ministério da Cultura, o projeto recebe benefícios fiscais da Lei Rouanet e gestão executiva do Instituto Cultural Flávio Gutierrez (ICFG), presidido por Ângela Gutierrez, ex-secretária de Cultura do Estado de Minas Gerais. “Vejo que a raça Mangalarga Marchador é importante não só na atualidade, mas em nosso passado. É por isso que reconheço a riqueza e a importância deste conteúdo histórico”, avalia a ex-secretária. 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.