sexta-feira, 31 de Agosto de 2012 13:54h Camila Caetano

Novas unidades socieducativas serão implementadas no interior de Minas Gerais

Nos próximos meses no Estado de Minas Gerais serão inauguradas novas unidades socieducativas, sendo assim, distribuídas 300 vagas, todas destinadas à internação de adolescentes. Além disso, essas instalações são para o interior do Estado. A expectativa é que em determinado período todas as regiões do estado apresentem uma unidade. Na região Centro-Oeste o município contemplado com essa novidade é Formiga. As demais localidades são Ibirité, São João del Rey, e Ipatinga.

 


As unidades de Formiga e São João Del Rey ainda darão suporte a adolescentes dos municípios de Lavras e Passos, as quais possuem uma grande demanda em relação aos pedidos de internação.

 


Neste sentido, a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), procura ampliar esse reforço aos menores infratores. De acordo com os mesmos duas unidades terão as sedes construídas, e outras quatro, funcionarão em prédios alugados pelo Estado.
Outras obras também já estão em andamento como nas cidades de Unaí, na Região Nordeste e Santana do Paraíso, no Vale do Aço. Ambas totalizam 180 vagas. Além disso, outras localidades estão sendo analisadas para a possibilidade dessa implantação, como em Campos das Vertentes e Região Metropolitana.

 


Minas Gerais já conta com um total de 1.255 vagas para a internação de adolescentes, sendo direcionadas às 21 unidades socioeducativas para o cumprimento de medida de internação e internação provisória e 11 casas para o cumprimento de medida de semiliberdade. É válido ressaltar que também há um repasse de recursos para 1.830 vagas em Meio Aberto em 18 municípios, que ficam sob responsabilidade das respectivas prefeituras.

 


Divinópolis é um dos municípios que conta com o apoio de unidade socieducativa, assim como, Uberaba, Uberlândia, Patos de Minas, Belo Horizonte, Juiz de Fora, Ribeirão das Neves, Sete Lagoas, Governador Valadares, Pirapora, Teófilo Otoni, Patrocínio, e Montes Claro.

 


Essas unidades permitem que os jovens recebam um tipo de punição e ainda passem por vários projetos e atividades de inclusão social, como cursos profissionalizantes e aulas regulares dos Ensinos Fundamental e Médio.

 


No último mês o Senac móvel chegou a Divinópolis para realizar um curso de informática com os menores internados no centro. O curso foi finalizado agora em agosto e seguiu para Sete Lagoas. Em entrevista anterior o instrutor do curso, Rodrigo Coelho Sampaio, afirmou que aplicou esse tipo de trabalho pela primeira vez e que “o certificado é reconhecido nacionalmente que já um ponto a favor. Todos os módulos que são ensinados, principalmente o Excel, que é o módulo de cálculo, abre bastantes portas de empregos para eles, então a expectativa é grande, mas não depende só de mim”, conclui o professor. 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.