sábado, 14 de Abril de 2012 10:33h Vinicius Soares

Número de denúncias para o 181 cresce 147% entre 2007 e 2011

Só em março foram 8.000 ligações, o índice indica alta criminalidade

Fruto de uma parceria do Instituto Minas Pela Paz (IMPP) com a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), o Disque Denúncia (181) alcançou, nos últimos quatro anos, mais de 230 mil ligações, que contribuíram para solução de vários crimes no Estado. Desde o início de suas atividades, em 2007, houve um crescimento de 147% no número de denúncias recebidas mensalmente. Em março deste ano, o serviço também bateu o recorde, com mais de 8 mil denúncias encaminhadas para investigação.
O 181 auxilia os trabalhos das polícias Militar e Civil e do Corpo de Bombeiros no enfrentamento da violência e na prevenção de sinistros. “Conquistamos a confiança de grande parte da população, que já compreende a importância do serviço prestado pelo 181 e sua eficiência”, afirma o gestor do Instituto Minas pela Paz, Maurílio Pedrosa, que ainda destaca a certeza do anonimato como o grande trunfo para alcançar a credibilidade.
O crescimento dos resultados alcançados pelo serviço também demonstra a consolidação da parceria entre o Estado e a sociedade. Desde a sua fundação, as informações do Disque Denúncia propiciaram a prisão de 31.773 pessoas; a apreensão de cerca de 15 toneladas de drogas, entre cocaína, maconha e crack, e 11.506 animais silvestres; além de R$ 7 milhões em recursos, provenientes de tráfico de drogas, jogos de azar e multas aplicadas referentes a crimes ambientais. “O 181 é uma ferramenta muito importante de participação da sociedade, que auxilia o Estado no combate à criminalidade”, reforça o secretário-adjunto de Defesa Social, Robson Lucas da Silva.
No ano passado, mais um projeto lançado pela Seds comprovou a eficiência do 181. O Procura-se, ação que incentiva a captura de criminosos foragidos com mandado de prisão expedidos pela justiça, divulgou, em duas etapas, o nome de 18 alvos. Desde o início do projeto, as informações do Disque Denúncia levaram a polícia a captura de dez desses criminosos, sendo seis deles ainda na primeira etapa.

Apostando em novas soluções

A credibilidade alcançada pelo Disque Denúncia na sociedade e o crescente número de chamadas recebidas determinou a busca por novas soluções que aprimoraram sua eficiência e contribuem para a consolidação de seus resultados. Em fevereiro deste ano, o IMPP, a convite do Consulado Americano, do Departamento de Estado dos Estados Unidos e da Seds, participou de uma missão técnica intitulada Crime Stoppers nas cidades de Nova York, Atlanta e Miami, com o objetivo de conhecer novos métodos e práticas utilizadas por instituições de ponta na pesquisa e no combate à criminalidade.
Outra aposta do IMPP e da Seds para intensificar a contribuição do Disque Denúncia para o trabalho das corporações é a criação de um armazém de dados para qualificar as informações recebidas da população mineira. Em fase de implantação, o programa fornecerá às corporações policiais e de bombeiros dados qualificados para o enfrentamento da criminalidade e da prevenção de sinistros.
O Diretor do Instituto Minas Pela Paz (IMPP), falou sobre a política do departamento de denúncias. “A busca pelo constante aprimoramento é a tônica do IMPP e temos a convicção de que cresceremos ainda mais nas ações de defesa social nos próximos

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.