quarta-feira, 7 de Novembro de 2012 13:13h Gazeta do Oeste

Ônibus que levava trabalhadores em Alterosa estava em mau estado

 O mau estado de conservação dos pneus do ônibus que transportava trabalhadores rurais foi o motivo do acidente que deixou sete mortos e 38 feridos na tarde desta terça-feira (6) na MG-184 em Alterosa (MG), segundo a Polícia Rodoviária Estadual de Alfenas. Conforme a polícia, o veículo estava com os pneus desgastados, o que provocou um estouro e consequentemente o acidente.

Além disso, o tacógrafo não estava funcionando e o motorista não tinha autorização do DER (Departamento de Estradas e Rodagem) para fazer o transporte de passageiros no veículo, que tinha 21 anos de uso. Segundo testemunhas, os passageiros também eram transportados sem cinto de segurança.

O dono da fazenda de onde os trabalhadores voltavam não foi encontrado para falar sobre o caso. O ônibus foi apreendido e levado em um pátio credenciado de Alterosa. Segundo a polícia, o ônibus pertence ao motorista Evando Resende de Castro, que presta serviços à Fazenda Morro Cavado, onde as pessoas acidentadas trabalham. O motorista está internado na Santa Casa de Alfenas.

Velórios e estado das vítimas

O velório das vítimas acontece na Igreja Nossa Senhora Aparecida, em Alterosa. Pela manhã, foram velados na igreja os corpos de Hélio Morais Menezes, de 53 anos e e José Vítor, que moravam na cidade e Silvana Luiz Gonçalves, de 34 anos, natural de Minas Novas (MG). Já outras três pessoas, foram veladas em casa: João Batista da Silva, de 57 anos; Maria das Dores de Jesus e Ana Lúcia. Outra vítima do acidente, Maria do Amparo Pereira, de 48 anos, será levada para Imperatiz (MA).

Quase todas as vítimas passaram pela Santa Casa de Alterosa, mas neste momento não há mais ninguém no local. Todas as vítimas foram transferidas para outros hospitais. Na Santa Casa de Areado (MG), permanece internada Alessandra de Cássia Terra, de 39 anos, que mora em Alterosa. Ela está em observação no pronto-socorro.

Para o Hospital Alzira Velano, em Alfenas (MG), foram levadas 20 pessoas. Nove continuam internadas no hospital. Outras quatro pessoas continuam internadas na Santa Casa de Alfenas. O quadro delas é estável e ninguém corre risco de morte. Entre elas, está o motorista do ônibus. Outras duas pessoas estão internadas na Santa Casa de Guaxupé (MG).

O acidente

O ônibus caiu em um barranco de cerca de 10 metros. De acordo com o Corpo de Bombeiros, era um local de difícil acesso, o que dificultou o trabalho de resgate às vítimas. Quatro pessoas morreram no local. Uma pessoa morreu na Santa Casa de Alterosa (MG) e outras duas no Hospital Alzira Velano, em Alfenas (MG).

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.