quinta-feira, 13 de Dezembro de 2012 10:35h Erik Ullysses

Operação “Calouro” é deflagrada pela Polícia Federal em todo o país

A Polícia Federal deflagrou ontem a Operação Calouro em dez estados brasileiros. A operação que ocorre por intermédio da Superintendência Regional no Estado do Espírito Santo tem como objetivo a desarticulação de organizações criminosas especializadas em fraudar vestibulares para entidades de ensino superior de medicina em todo o território nacional.
Na operação estão empregados 290 policiais federais nos dez estados e estão sendo cumpridos mais de 70 mandados de prisão e 73 mandados de busca expedidos pela Vara Especial de Central de Inquéritos de Vitória/ES. As investigações se iniciaram há mais de um ano e meio.
O esquema era altamente lucrativo, organizado e disseminado no país. Eram utilizadas duas formas para que os candidatos que pagassem pelo esquema fossem beneficiados. A primeiro era através da falsificação de documentos e a substituição do candidato durante as provas e a segunda era através da produção de um gabarito e sua difusão para os candidatos através de equipamentos eletrônicos como pontos eletrônicos e celulares. Participavam do esquema, médicos e estudantes de medicina. Em alguns casos os candidatos chegavam a pagar cerca de 80 mil reais para entrar na armação dos resultados.
A Polícia Federal de Divinópolis realizou a prisão de um suspeito de participação que reside em Oliveira. A prisão ocorreu em Diamantina, onde o homem cursa odontologia. Além da prisão, estão sendo realizadas buscas em sua residência em Oliveira, com o objetivo de procurar mais provas para instruir a investigação.
Após ser preso em Diamantina o suspeito foi trazido para Divinópolis, onde durante o dia de ontem foi interrogado e indiciado por formação de quadrilha, falsidade ideológica e fraudes em certames de interesse público. As penas somadas podem chegar a 12 anos de prisão. Após o interrogatório o preso seria encaminhado para o presídio Floramar.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.