sexta-feira, 11 de Novembro de 2011 15:12h Paulo Reis

Operação Força Tarefa apreende armas, munições e mais de R$ 30 mil em dinheiro

Entre os mandados cumpridos uma motocicleta apreendida pode estar relacionada ao homicídio do Bomba

A operação Força Tarefa realizada pelas Polícias Civil e Militar começou por volta das 5h de ontem (10) em diversos bairros da cidade. Estiveram envolvidos 33 policiais civis e 47 policiais militares, que utilizaram 10 viaturas civis e 13 militares. O cumprimento dos mandatos resultou na prisão de quatro indivíduos e apreensão de dois menores infratores. Foram apreendidos também um revólver calibre 38 com oito munições intactas, duas motocicletas, sendo uma delas, uma Honda/XRE 300, suspeita de ter sido utilizada para fuga de autores em alguns crimes como roubos e homicídios.
Em entrevista à Rádio Divinópolis, a reportagem questionou a delegada Regional da Polícia Civil Aparecida Dutra, sobre o possível envolvimento de uma das motos no homicídio de Emerson Alexandre Naves, 28 anos, (conhecido como Bomba) executado com 12 tiros no bairro Planalto, em setembro. Em resposta, a delegada confirmou que entre os mandados cumpridos, foi verificado o possível envolvimento de pessoas possivelmente relacionados aos crimes de homicídio. “Entre as pessoas, veículos e armas apreendidas, como o caso da motocicleta suspeita no caso do Bomba, iremos relacionar todo o material apreendido nos inquéritos de homicídio” explicou.  


No decorrer dos mandados foram apreendidos ainda R$ 32.513,70 em dinheiro, pasta base de cocaína, porções de maconha, cloridrato de lidocaína, ácido bórico, dois aparelhos celulares, um notebook, quatro capacetes, aproximadamente duzentas pedras de crack, vinte e três comprimidos de Pramil, cinco chips de celular, uma câmera digital, uma lata de solvente, uma lata de spray, uma faca e um canivete.


O foco dessa operação foi mais uma vez intensificar a prevenção de crimes no município de Divinópolis, atuando de forma preventiva especialmente nas duas vertentes de maior impacto atualmente: o tráfico de drogas e o porte de armas de fogo.


Toda a operação foi coordenada pelo Comandante do 23º Batalhão da Polícia Militar, Tenente Coronel Júlio Teodoro dos Santos e pela Delegada Regional da 21ª Delegacia da Polícia Civil, Aparecida Dutra de Barros Quadros.


Diante destes resultados, é importante destacar também a participação da comunidade, no que diz respeito à preservação da vida. Parte dos mandados desta operação foram obtidos por meio das denúncias.


O número de serviço 190 continua a atender normalmente as chamadas de urgência da população. As ligações feitas para o 181 são gratuitas e no ato da denúncia, a pessoa recebe uma senha, por meio da qual pode acompanhar o resultado dos levantamentos, ressaltou o comandante do 23º Batalhão da PM, Tenente Coronel Júlio Teodoro.


Todas as pessoas flagradas e os matérias apreendidos foram levados para a 21ª Delegacia da Polícia Civil de Divinópolis.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.