quarta-feira, 27 de Abril de 2016 10:03h Atualizado em 27 de Abril de 2016 às 10:26h. Ministério Público Federal em Minas Gerais

Operação mar de lama II, combate fraudes em licitações em Minas Gerais

A Polícia Federal, com apoio do Ministério Público Federal, deflagrou hoje (27/4), a segunda fase da Operação Mar de Lama, com o objetivo de dar continuidade ao combate aos crimes de corrupção praticados por agentes públicos e políticos

A Polícia Federal, com apoio do Ministério Público Federal, deflagrou hoje (27/4), a segunda fase da Operação Mar de Lama, com o objetivo de dar continuidade ao combate aos crimes de corrupção praticados por agentes públicos e políticos, no município de Governador Valadares/MG.

Cerca de 30 policiais federais estão dando cumprimento a 13 ordens judiciais: 7 mandados de busca e apreensão e 6 ordens de afastamento de funções públicas – 5 delas contra vereadores da Câmara Municipal de Governador Valadares/MG e a sexta contra um gestor corporativo do SAAE.

 



Esta nova fase decorre da análise em materiais apreendidos na empresa do tesoureiro da organização criminosa investigada, durante a primeira fase da operação. Foram encontrados indícios de que, além dois oito vereadores já afastados, outros cinco vereadores e um gestor corporativo do SAAE recebiam propinas da organização criminosa investigada, para praticarem atos de ofício contrários ao interesse público.

Os nomes dos vereadores e do gestor corporativo do SAAE afastados foram encontrados em uma espécie de contabilidade de propinas, recebidas e pagas pela organização investigada, sempre vinculados a valores.

 



Com o desencadeamento desta segunda fase da Operação Mar de Lama, o número de pessoas afastadas das funções no município de Governador Valadares saltou de 20 para 26, sendo que 13 delas são vereadores da Câmara Municipal de Governador Valadares/MG.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.