quarta-feira, 18 de Maio de 2016 10:31h Polícia Civil de Minas Gerais

Operação resulta em prisão de líderes de organizações criminosas que agiam em Venda Nova

O conflito entre duas facções criminosas que agiam em quatro bairros da região de Venda Nova, na capital, foi alvo de investigação e ações coordenadas pela Polícia Civil de Minas Gerais

Nessa manhã (18), o líder de uma dessas organizações, Pablo Marcos Soares Barros, que completa 25 anos hoje, foi preso em casa, no bairro Jardim Comerciários, durante cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão.

No momento da abordagem policial, um dos suspeitos, Minasmar José da Silva Filho, de 18 anos, conseguiu fugir pelo telhado das casas vizinhas. Rafael Gomes dos Santos, de 26 anos, também investigado, continua foragido. Ainda durante a operação foram apreendidos um carro e diversos celulares.

 

 

 

Pablo foi preso na segunda parte da operação policial que visa combater duas gangues envolvidas com os crimes de tráfico de drogas e homicídios, sobretudo nos bairros Mantiqueira, Jardim Comerciários, Nova Letícia e Piratininga.

Conforme informações da delegada que coordena as investigações Indiara Froes, as duas facções investigadas são suspeitas de participação em cerca de 15 tentativas de assassinato e outros seis homicídios consumados cometidos na região este ano. Em função desse conflito, Pablo já tinha sido alvo de uma tentativa homicídio.

 

 

 

As investigações tiveram início em razão do assassinato de Liniker Junio Rocha Santos, executado no dia 21 de março deste ano. Levantamentos indicam que o jovem foi morto porque tinha o costume de frequentar e consumir drogas da gangue rival à do grupo liderado por Pablo.

Qualquer informação sobre o paradeiro de Minasmar ou de Rafael podem ser comunicadas à Polícia Civil pelo telefone 197 ou de forma anônima pelo Disque Denúncia 181.

 

 

 

Operação: primeira fase

Durante operação desencadeada pelo Polícia Civil, no último dia 10, foram cumpridos mandados de prisão contra Thiago Alberto de Paula, de 29 anos (conhecido como líder da organização criminosa que agia no bairro Piratininga), e Leandro Roberto Benevenuto da Silva (conhecido como Pitbull), de 24. Os dois são apontados como responsáveis pelo assassinato de Leandro Alves Ferreira, de 27, executado na manhã do dia 25 de fevereiro deste ano, na Avenida Vilarinho, bairro Letícia.

Além das prisões, foram apreendidos durante ação policial uma moto, R$ 9.650 reais e grande quantidade de substância semelhante a loló. A delegada Indiara Froes ressaltou que os investigados pertenciam a gangue rival àquela liderada por Pablo.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.