segunda-feira, 1 de Outubro de 2012 14:52h Gazeta do Oeste

Organizadores de evento de MMA são detidos em Divinópolis

Um “duelo de gigantes” terminou em muita confusão e três pessoas presas neste final de semana em Divinópolis, no Centro-Oeste de Minas. Vinte e quatro lutadores de MMA chamaram a Polícia Militar durante a realização do Octofight. Eles reclamaram que os organizadores não pagaram o valor combinado e que o ringue não oferecia condições seguras aos esportistas. Os responsáveis pelo evento foram presos por estelionato, ouvidos e liberados. Pelo menos 2 mil pessoas, que haviam comprado ingresso para assistir à luta, ficaram prejudicados.

 

O Octofight seria realizado na noite de sábado, na arena do Parque de Exposições, onde seria montada uma estrutura ideal para os 12 combates previsto na programação. O evento - que deveria ter acontecido no dia 22 de setembro, mas foi adiado por causa da chuva - seria o primeiro do segmento na cidade. Fãs e apreciadores do esporte ficaram indignados e muitos fizeram Boletim de Ocorrência. Os lutadorestambém denunciaram a organização e falaram que o ringue tinha buracos no chão e que a grade não era segura.

 

Cleber Jorge, de 47 anos, Arlei Adriano Rocha, de 36 e Eduardo Magêla da Silva, de 38, foram presos por estelionato, levados para delegacia, onde tiveram que prestar depoimento. Eles foram liberados logo em seguida e garantiram que vão ressarcir todos os prejudicados. Os organizadores não revelaram o valor do prejuízo, mas adiantaram que toda confusão aconteceu devido a patrocinadores que deixaram de contribuir.

 

Todas as pessoas que foram prejudicadas com o cancelamento da luta, são orientadas a procurar a Polícia Militar, para fazer o Boletim de Ocorrência. No dia do evento, devido ao tumulto, não foi possível registrar todas as denúncias.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

EM

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.