quarta-feira, 9 de Outubro de 2013 07:27h Luiz Felipe Enes

Órgãos de segurança realizam operação em fábricas de fogos da cidade

A medida foi tomada após alguns acidentes registrados. O mais recente teve duas vítimas fatais

Uma ação foi realizada ontem em Santo Antônio do Monte, envolvendo Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e agentes do Exército. A cidade é conhecida por abrigar diversas fábricas de fogos de artifício. Todo o trabalho foi intensificado após uma explosão, que teve duas vítimas fatais no município.

Denúncias anônimas comunicaram às autoridades sobre a fabricação ilegal de produtos de pólvora. Na comunidade rural de Alecrim, num barracão situado ao fundo de uma casa, foi encontrado vários materiais para produção de pequenas bombinhas, conhecidas como “track”. Na região de São José dos Rosas foram apreendidas em uma casa, quase 300 quilos de materiais para fabricação de fogos.

As autoridades informaram que todo material apreendido estava condicionado de forma irregular e os detentores não possuíam nenhum tipo de registro ou autorização para exercer as atividades. Com isso, uma mulher que estava em uma das casas de fabricação dos produtos foi conduzida para a delegacia da cidade, para prestar esclarecimentos. Os proprietários devem ser autuados por trabalhar sem nenhum tipo de equipamento de segurança e por não possuir registro junto ao Exército brasileiro.

EXPLOSÃO DE UMA FÁBRICA

A explosão foi registrada dia 18 de setembro, na comunidade de Buritis. Duas pessoas morreram e outra foi levada em estado grave para Belo Horizonte.

A estrutura do local ficou parcialmente destruída. Uma pessoa morreu durante a explosão e teve o corpo todo carbonizado. A segunda vítima chegou a ser conduzida para ao Hospital João XXIII, em Belo Horizonte. A empresa trabalhava dentro da lei e estava com toda a documentação em dia.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.