terça-feira, 18 de Fevereiro de 2014 04:19h Luiz Felipe Enes

Ossada encontrada pode ser de jovem desaparecido em Divinópolis

A polícia acredita que seja de Breno Ferreira de Sousa; o documento de identidade do jovem foi localizado próximo ao corpo.

As investigações a respeito do desaparecimento de Breno Ferreira de Sousa tomaram outro rumo na última sexta-feira (14). A Polícia Civil acredita que uma ossada humana encontrada às margens da BR-494 em Divinópolis, seja do jovem. Ele foi visto pela última vez no dia 22 de setembro de 2013.
Uma testemunha acionou a polícia ao passar pelo local e notar algo estranho, próximo a uma clínica de reabilitação para dependentes químicos. De acordo com a Polícia Civil, a ossada estava envolvida em um carpete. Próximo ao corpo foi encontrado a carteira de identidade de Breno, além de outros objetos pessoais, que pertenciam ao rapaz.
A perícia também esteve no local e realizou as comparações iniciais. A ossada foi removida até o IML (Instituto Médico Legal) de Belo Horizonte, onde passará pelo setor de antropologia forense, que deve analisar e descobrir a causa da morte. O delegado de Homicídios, José Luiz Quintão Tavares explica que um exame de DNA será feito, para comprovar se de fato são os restos mortais de Breno.
“No exame de DNA, o parente mais próximo da vítima disponibiliza o material para análise e comparação. Esse resultado deve sair nos próximos dias, aí teremos a comprovação se é o Breno”, explica. As investigações sobre o caso continuam e ainda segundo a PC, já existem suspeitas sobre o autor do crime. O local exato onde a ossada foi encontrada será preservado para trabalhos periciais.    
DESAPARECIMENTO
Breno Ferreira de Sousa, até então com 21 anos, desapareceu em um domingo, 22 de setembro de 2013. Na ocasião, rapaz estava com mais duas pessoas, que o acompanharam até sua casa. Horas mais tarde o jovem foi visto saindo novamente de casa. Ele teria ido até o bairro Tietê, resolver o pagamento da documentação de um carro.                
Mais tarde, o carro do jovem foi localizado em chamas no bairro Icaraí. Testemunhas contaram na época que viram um homem correndo logo depois de o veículo estar pegando fogo. Na última vez em que foi visto, Breno trajava uma bermuda jeans, boné branco e camiseta.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.