sexta-feira, 11 de Novembro de 2011 15:49h Atualizado em 11 de Novembro de 2011 às 15:52h. Paulo Reis

Pedras de crack são trocadas por caminhão avaliado em R$ 20.000,00

A droga vinha de Ribeirão Preto

Quatro pessoas foram apreendidas na noite da última quarta-feira (09) em Arcos suspeitas de envolvimento com o tráfico de drogas. Com os suspeitos, os militares acharam R$274,00 em dinheiro, uma balança, dois celulares, uma espingarda calibre 32, dois quilos e quarenta e cinco gramas de crack, mais um tablete e uma porção de maconha.


A ocorrência teve início no bairro Brasília e terminou com a prisão de um traficante em Formiga e a localização de mais dois quilos da droga próximo ao distrito da Ilha.


Os militares encontraram a quadrilha por meio de uma denúncia anônima, a polícia de Arcos se deslocou até o bairro Brasília, na rua Pedro Ramos, por volta das 20h. No local, foram abordados o casal M.C.L. de 24 anos e I.S.G. 31 anos, naturais de Lagoa da Prata. De acordo com informações dadas pelos próprios suspeitos, eles estavam em Arcos para ajudar a vender a droga. Em seguida, L.R.S. de 30 anos chegou de moto no mesmo endereço e ao perceber a presença dos policiais tentou fugir.


Com o casal foram encontrados R$272,00 em dinheiro, duas pedras de crack e um pequeno tablete de maconha. Com L.R.S., foi encontrado um celular. Ao realizar busca pela casa foram encontrados cerca de oito gramas de crack, aproximadamente doze gramas de maconha e uma balança de precisão.


Durante a busca, diversas chamadas ao celular apreendido foram atendidas pelos PM’s, nos quais, a maioria solicitava drogas em grande quantidade, cerca de 10, 15 e 20 pedras.


O suspeito L confessou ser usuário e vendedor de drogas e informou que a droga vinha da cidade de Formiga. Segundo ele, o proprietário da droga, D.C.R. de 45 anos, utiliza um caminhão Mercedes Benz Azul alugado, para distribuir drogas em várias cidades vizinhas. Como pagamento do aluguel, L.R.S. recebe uma porção de drogas concedidas pelo traficante.


A polícia ainda realizou busca na casa do proprietário do caminhão, que fica no povoado de Várzea dos Britos. No local foi encontrada uma arma de fogo. A mãe do suspeito informou que D.C.R. estaria trabalhando com o caminhão do filho e que ele pretendia comprar o caminhão, todavia ela não sabia do envolvimento do filho com o tráfico de drogas.


De acordo com informações da sessão de inteligência da 13ª Cia da PM, os militares de Arcos descobriram o endereço do suspeito, que já tinha passagem por tráfico de drogas, e que havia cumprido três anos de prisão por este crime cometido no ano de 2002.
Ao ser questionado D. informou que já não estava mais com o caminhão e que o mesmo havia sido trocado por drogas na cidade de Ribeirão Preto, estado de São Paulo.


O suspeito de 45anos ainda disse aos policiais ter enterrado dois embrulhos grandes de crack num matagal próximo ao Distrito da Ilha. Ele também confessou que a droga foi negociada por telefone e que o traficante veio até Arcos para trazer o material ilícito e levar o caminhão, que custava cerca de vinte mil reais.


Os suspeitos foram presos em flagrante e conduzidos à delegacia de Arcos.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.