quarta-feira, 4 de Março de 2015 12:59h

Pela primeira vez na história, Polícia Civil tem mulheres na direção do Detran e no IML

Delegada geral Andrea Vacchiano e a médica legista Lena Tereza de Melo Lapertosa assumem os cargos no Detran e IML

Às vésperas do Dia Internacional da Mulher, comemorado no próximo domingo (8), a Polícia Civil de Minas Gerais passa a contar, pela primeira vez na história do Estado, com duas mulheres à frente de órgãos estratégicos para a instituição e que prestam serviços imprescindíveis para o cidadão: a delegada geral Andrea Vacchiano assume a direção do Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran/MG) e a médica legista Lena Tereza de Melo Lapertosa é a nova diretora do Instituto Médico Legal (IML).

Quando assumir oficialmente a direção do Detran/MG, no próximo dia 11, a delegada geral Andréa Vacchiano se tornará a principal autoridade de trânsito do Estado, já que a legislação assegura ao órgão, entre várias outras atribuições, o licenciamento de veículos e a formação e habilitação de motoristas. Já Lena Lapertosa, nomeada para a direção do IML no final de fevereiro, era a chefe da Seção de Perícias há cinco anos.

Para o chefe da Polícia Civil, delegado-geral Wanderson Gomes da Silva, as duas novas diretoras são exemplos de como a instituição se fortalece com o trabalho e competência das mulheres. “Entre policiais e servidores administrativos temos cerca de 12 mil funcionários, sendo que mais de três mil são mulheres. Temos delegadas, escrivãs, peritas, investigadoras e profissionais de várias outras áreas, sempre demonstrando que a mulher é capaz de contribuir, cada vez mais, com a segurança e com a sociedade”, afirma.

Para Andréa Vacchiano, ser a primeira diretora do Detran é um desafio. “O Departamento de Trânsito é de extrema importância na minha vida profissional, conheço as potencialidades e problemas. Sei que podemos atender o cidadão com excelência, mas temos que melhorar cada vez mais. Quero realizar um sonho, que já está planejado e arquitetado num completo plano de ação para toda nossa equipe”, afirma.

A nomeação para o cargo de diretora do IML deixou Lena Lapertosa satisfeita e honrada. “O respaldo da maioria dos colegas do Instituto me deixa lisonjeada. Pretendo fazer uma gestão transparente e eficaz e, com ela, representar e homenagear as grandes mulheres que já passaram pelo IML-BH”, ressalta.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.