quinta-feira, 19 de Novembro de 2015 11:01h

Pela primeira vez na história, uma mulher assume a Chefia da Polícia Civil em MG

Nomeada pelo governador Fernando Pimentel, a delegada-geral Andrea Cláudia Vacchiano é a primeira mulher a assumir a Chefia da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG)

Ela era diretora do Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran/MG) desde março e substitui a Wanderson Gomes da Silva, chefe da PCMG desde janeiro. Os atos foram publicados na edição de hoje (19/11) do “Minas Gerais”, órgão Oficial do Estado.

A nova chefe da Polícia Civil de Minas Gerais tem 47 anos. É delegada desde 1990, quando assumiu a Delegacia de Mulheres em Juiz de Fora. Foi chefe do 1º Departamento, responsável pela Polícia Civil em Belo Horizonte, e teve várias passagens pelo Detran antes de assumir a direção daquele órgão.

Andrea Vacchiano ocupou cadeira no Conselho Superior da PCMG também como superintendente de Planejamento, Gestão e Finanças (SPGF) e já foi assessora na Secretaria de Defesa Social. Em 2014, foi uma das coordenadoras operacionais do trabalho da Polícia Civil durante a Copa do Mundo e tem no currículo cursos com as polícias de Nova York (EUA) e de Roma (Itália).

 


Adjunto

Desde o último dia 6, a Polícia Civil tem também um novo chefe-adjunto: é o delegado-geral João Otacílio da Silva Neto, que substituiu a Marcos Silva Luciano, também por ato do governador Fernando Pimentel. O novo adjunto atuou em várias delegacias da Capital e do interior e antes de ser nomeado para o cargo atual era delegado regional em Ipatinga.



Agradecimento

O ex-chefe da Polícia Civil, delegado Wanderson Gomes da Silva, divulgou hoje a seguinte nota:

“Neste momento, agradeço ao governador Fernando Pimentel pela confiança em mim depositada ao delegar a honrosa missão de conduzir a nossa gloriosa Polícia Civil.

Agradeço, imensamente, a todos os policiais civis e servidores administrativos pelo apoio, pela dedicação e pelo trabalho nesses últimos meses. Essas são virtudes que eu já conhecia e que pude constatar de forma ainda mais ampla: mesmo sem as condições ideais de trabalho, os nossos profissionais se desdobram num esforço diário em favor da nossa instituição e da Segurança Pública em Minas Gerais.

Desejo à minha colega, delegada-geral Andrea Vacchiano, muito sucesso no cargo maior da nossa Instituição. Tenho certeza de que ela tem todas as credenciais para exercer a função e tornar realidade os pleitos já históricos de toda a Polícia Civil de Minas Gerais”.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.