quinta-feira, 24 de Julho de 2014 07:55h Atualizado em 24 de Julho de 2014 às 08:00h.

PF divulga nota sobre informação falsa

Na manhã de ontem circulou pelas redes sociais que a Polícia Federal (PF), após o episódio em que um policial federal matou um assaltante no Centro da cidade, iria colocar homens disfarçados nas ruas para agir e até mesmo “abater meliantes”.

Apesar dos comentários nas redes sociais serem de apoio, a Delegacia Regional da Polícia Federal de Divinópolis, através da assessoria de comunicação, informa que a circular é falsa e que não há nada neste sentido. Confira a nota na íntegra:

“O Dr. Daniel Souza Silva, chefe da Delegacia da Polícia Federal em Divinópolis esclarece que NÃO partiu desta instituição nenhum comunicado sobre agentes que estariam circulando “a paisana” pelas ruas do centro de Divinópolis, visando coibir assaltos e furtos. É importante esclarecer que a princípio o combate a referidos crimes é atribuição das Polícias Civil e Militar, e que referidas instituições não vem poupando esforços no sentido de reprimir e investigar ocorrências dessa natureza.
A ação policial deflagrada na última sexta-feira, dia 18/07, quando um policial federal baleou um assaltante, ocorreu porque o agente federal presenciou o fato criminoso. Neste caso, diante da situação de flagrante, e após verificar que existiam condições para prender os assaltantes, o policial cumpriu com seu dever.  Reafirmamos que o resultado morte nunca é o objetivo em uma ação policial, mas diante da situação ocorrida, quando o assaltante sacou a arma, o policial federal cumpriu seu dever funcional e foi obrigado a atingir o autor com um disparo, causando o óbito. A ação visou inicialmente à prisão dos assaltantes e diante da reação do autor, apenas preservar a vida de terceiros e do próprio policial.
Dessa forma, esclarecemos que não é verdadeira a nota que vem circulando pela cidade via mensagens WhatsApp, nem a assinatura deste signatário. Finalizamos advertindo que será investigado o uso ilegal do Brasão da Polícia Federal em referida nota”.

 

 


Crédito: Divulgação

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.