sábado, 14 de Março de 2015 05:48h Atualizado em 14 de Março de 2015 às 06:42h. Pollyanna Martins

PM faz apreende armas e drogas horas após lançar mega operação

A 7ª Região da Polícia Militar anunciou na tarde dessa quinta-feira (12) as operações “Visibilidade” e “Limite”

O lançamento oficial foi realizado na sede do 23° Batalhão da Polícia Militar, onde o Comandante da 7ª Região, Coronel Laércio Reis e o Comandante do 23° Batalhão, Tenente Coronel Marcelo Carlos, anunciaram as novas ações da PM, que têm o intuito de inibir a criminalidade em Divinópolis. Ao todo, 110 policiais militares participaram das operações, distribuídos em 21 viaturas.
As viaturas deixaram o batalhão sentido ao centro e outros pontos da cidade com as sirenes ligadas. Segundo o Coronel Laércio, essa atitude foi tomada para que a população se sentisse segura com os policiais na rua. “Nós temos que reprimir qualificadamente o crime, inibindo com a presença da polícia, e inibindo também, a saída dos marginais para atuar em todos os locais da cidade”, pontua. Além das viaturas, as operações contaram com o apoio do helicóptero Pégasus, que deu cobertura à ação dos policiais. “Pelo menos uma vez por semana nós teremos a presença do helicóptero de Belo Horizonte aqui presente, e em Nova Serrana para auxiliar no trabalho da Polícia Militar”, garante.
O Comandante da 7ª Região destacou que as operações serão rotineiras, mas com formatos diferentes para obter sucesso. “Não é uma atuação de um dia apenas, porque os crimes acontecem todos os dias na cidade. A partir de hoje nós vamos atuar o ano todo, com a polícia na rua, alternando a maneira de atuar para não ficar manjado e no dia seguinte, não ter efeito mais”, afirma.

 

PONTOS DE ATUAÇÃO
A operação “Visibilidade” ocorreu nas ruas e praças centrais de Divinópolis, até as 19h, quando se deu início a operação “Limite”. A operação “Limite” durou até às 22h, com a presença de policiais que realizaram blitz nas pontes dos bairros Danilo Passos, Manoel Valinhas, Niterói, Porto Velho e Noé. “Esse horário das 19h às 22h, é um horário que nós temos maior incidência de roubos, especialmente nos crimes violentos, e é o horário de menor fluxo, depois do pico de movimento de veículos, e de pessoas no final do expediente”, explicou.

 

NOVA SERRANA
Nova Serrana também será alvo das ações policiais. De acordo com o Coronel Laércio, é inadmissível que uma cidade com 90 mil habitantes tenha um número maior de criminalidade do que Divinópolis. “Acredito que já na próxima semana, vamos desenvolver um trabalho em conjunto, que envolva também Nova Serrana, que é uma via de acesso rápido, e também às vias secundárias que são terríveis, e que o trabalho da aeronave será imprescindível. Lá é uma cidade de 90 mil habitantes, em que tem dias que há crimes violentos, superiores a Divinópolis”, define.

 

ATUAÇÃO
Horas após ter anunciado as operações, a Polícia Militar abordou 539 pessoas, dentre elas, quatro foram presas, 419 veículos foram vistoriados, 15 foram removidos, 19 retidos. A PM apreendeu também, durante as operações uma bucha de maconha, uma garrucha calibre 44, 54 munições, um coldre e 102 espoletas para recarga de munições. Os policiais visitaram também, 21 estabelecimentos comerciais.

 

Crédito: Divulgação/PM

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.