sexta-feira, 9 de Novembro de 2012 04:28h Erik Ulysses

PM realiza treinamento para prevenção de assaltos a frentistas em Divinópolis

Visando a prevenção e a redução de assaltos a postos de combustível ontem foi realizado pela Polícia Militar um treinamento de frentistas na sede do 23 BPM. O treinamento faz parte das ações da Rede de Postos Protegidos e teve como objetivo orientar e repassar dicas de segurança a estes trabalhadores, além da revitalização da Rede. O treinamento foi oferecido pelo chefe da seção de emprego operacional do 23 BPM, capitão Marco Paulo Gontijo, tendo sido ministrado para duas turmas em horários distintos. A primeira turma teve o treinamento às 09h30 e a segunda às 14h30.

 


De acordo com Marco Paulo, o treinamento é importante para que os frentistas possam prevenir os assaltos, e caso eles ocorram saberem como devem agir. Ele ressaltou que é importante o engajamento de todos os envolvidos. “O treinamento é muito importante. Primeiro para prevenir assaltos a postos de combustíveis, e para isso é necessário o envolvimento das vítimas, que são os frentistas, os proprietários e gerentes. Mas além de prevenir, também orientar na conduta após o fato. Se acontecer o assalto ele não reagir, acionar a Polícia Militar, verificar as características das pessoas que praticaram o assalto, para também auxiliar na prisão da pessoa após o fato. Então basicamente o treinamento é nesse sentido, partindo do principio de que a segurança não se faz apenas com o serviço de polícia, a gente precisa envolver a comunidade em cada um dos seus setores também” afirmou o capitão.

 


O capitão explicou ainda que a rede de vizinhos protegidas funciona desde 2009 e que o treinamento faz parte da revitalização das dicas para os funcionários. Segundo ele, será repassada uma série de recomendações para os frentistas.  “São um conjunto de dicas. É ficar com o mínimo de dinheiro no bolso, é ter maior atenção ao horário noturno que é o período que tem a maior incidência desse tipo de delito, estar observando pessoas suspeitas próximas aos postos de combustível, motociclistas que chegam ao local, porque a grande maioria, quase todos, são praticados por motociclistas” afirmou.

 


De acordo com os números da PM foram registrados somente neste ano 62 assaltos em postos de combustível de Divinópolis, um aumento de 62,9% em relação a 2011 quando foram registrados 39 assaltos. Dos 62 assaltos ocorridos este ano, em 79% deles foram utilizadas motocicletas pelos assaltantes, em 18% os autores fugiram a pé (sendo que em duas ocasiões haviam carros esperando o criminoso e em um deles o assaltante estava segurando um capacete, indício que teria uma moto o esperando), e em um caso o bandido fugiu em uma bicicleta.

 


Outro dado importante se refere às armas utilizadas pelos criminosos. Em apenas um caso a arma empregada no assalto foi uma faca, em todos os outros, ou 98%, foram utilizadas armas de fogo. Em 85% dos casos os meliantes agiram em duplas e nos outros 15% apenas um.

 


Para Denis Aparecido Martins, gerente de um posto de combustível da cidade, esse tipo de treinamento é fundamental para aqueles que trabalham nos postos, já que as dicas de segurança podem evitar prejuízos para o posto e preservar a vida dos funcionários. “É importante porque sempre está tendo essas reuniões aqui na Polícia, e é sempre bom estar frisando as medidas preventivas que cada frentista tem que ter com relação aos assaltos. Que é em relação à sangria (retirada de parte do dinheiro), sempre estar atento a movimentos estranhos perto do posto, ter sempre mais gente, redobrar a atenção em períodos de festas na cidade. Eu acho que é essencial” contou.

 


Ramon Borges Dias, frentista de um posto de gasolina da cidade, contou que em dois anos trabalhando no posto, já foi assaltado por três vezes. Para ele o treinamento é importante por também incentivar que os postos trabalhem em conjunto para tentar evitar os crimes. “É trabalhar uma pessoa ajudando a outra. Você vai pegando noção do que aconteceu com o colega de outro posto, com você, e você vai pegando o ritmo de assalto deles, o jeito que eles estão fazendo agora para roubar” concluiu.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.