segunda-feira, 14 de Julho de 2014 10:26h

Polícia cerca praça e impede saída de manifestantes e jornalistas no Rio

Policiais militares de diversos batalhões cercaram por três horas grande perímetro da Praça Saens Peña, na Tijuca, zona norte do Rio.

Manifestantes e profissionais de imprensa que cobriam um protesto contra a Copa ficaram impedidos de deixar o local. Somente às 17h40 o local foi liberado.

Várias pessoas que tentaram furar o cerco foram agredidas pelos policiais. Um repórter canadense independente, Jason O'Hara, teve a câmara fotográfica retirada pelos policiais, além de ter sido chutado e derrubado.

De acordo com um dos coordenadores da operação policial, coronel Gaspar, comandante do Batalhão de Cavalaria, o objetivo do cerco era “para garantir a segurança das próprias pessoas”, evitando que grupos deixassem o local e se encontrassem com outros manifestantes.

Os moradores do bairro, para se dirigirem aos seus lares, tinham que apresentar comprovante de residência. Eles eram acompanhados pelos policiais até as suas casas.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.