segunda-feira, 24 de Agosto de 2015 13:54h Polícia Civil

Polícia Civil apreende cocaína, crack e maconha em Ribeirão das Neves

Uma denúncia anônima levou a equipe de policiais civis do Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) à localização de grande quantidade de drogas ilícitas

Uma denúncia anônima levou a equipe de policiais civis do Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) à localização de grande quantidade de drogas ilícitas, entre elas 278 pinos de cocaína, 157 pedras de crack e 402 buchas de maconha. A apreensão aconteceu na manhã desta quinta-feira (20), em uma área de invasão no bairro Jardim Colonial, denominada “Área Verde” ou “Invasão do Colonial”, em Ribeirão das Neves, Região Metropolitana de Belo Horizonte.

De acordo com levantamentos, o material apreendido pertence a Rafael Luiz da Silva (conhecido como Fael ou Lindemberg), suspeito de diversos homicídios, como também de comandar o tráfico de drogas nos bairros Neviana e Jardim Colonial. Contra o mesmo já havia mandados de prisão preventiva por homicídios consumados e tentados, sendo que o suspeito ainda é investigado por outra morte.

Ação policial

Na noite do dia 19, a polícia recebeu a denúncia da localização de Rafael, que estava foragido. Em posse dessa informação, a equipe de policiais realizou um cerco ao barracão e, pela manhã, entraram no imóvel. Uma adolescente, que estava no local, admitiu que passou a noite e manteve relações sexuais com o suspeito, em troca de uma porção de maconha e dinheiro. Rafael já não se encontrava mais no imóvel que, de acordo com a adolescente, pertence a um amigo do suspeito.

No interior do barracão, a polícia encontrou, debaixo de um colchão, uma arma de fabricação caseira, uma capa de colete balístico e uma touca ninja, que foram apreendidos, junto com a adolescente.

Ainda durante as buscas no imóvel, os policiais receberam outra denúncia sobre um barracão localizado na mesma área de invasão que estaria sendo utilizado por Rafael. Nesse local, além da cocaína, do crack e da maconha, foram encontrados um liquidificar com resíduos de cocaína, duas balanças de precisão, R$ 489 reais, além de material utilizado para dolagem de maconha e pinos para acondicionar cocaína.

“Rafael é um indivíduo extremamente cruel, que espalha o terror nos bairros Jardim Colonial e Neviana, executa seus rivais ou qualquer pessoa que o contrarie sem piedade, além de ameaçar a população local, já tendo inclusive incendiado o barracão de um morador por desconfiar que este o teria delatado à polícia” ressalta o delegado Eduardo Hilbert, que conduziu a ação policial.

Segundo o chefe da Divisão Especializada de Investigação de Crimes Contra a Vida (DICCV), Luiz Flávio Cortat, as buscas para localização de Rafael se estenderão, inclusive, aos finais de semana, objetivando a prisão do suspeito. Denúncias sobre o seu paradeiro podem ser feitas por meio do Disque Denúncia 181.

 

Créditos: Divulgação PCMG

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.