quarta-feira, 15 de Abril de 2015 11:13h Atualizado em 15 de Abril de 2015 às 11:17h.

Polícia Civil apresenta suspeito de decapitar gerente de posto em Itaúna

A Polícia Civil de Itaúna prendeu na noite desta segunda-feira o suspeito de ser o assassino de Lucian Aguiar. O crime ocorreu na última sexta-feira e a vítima foi decapitada

O suspeito, de nome Oswaldo, foi preso em um sítio, na comunidade rural de Brechó Alegre. Assim que avistou os policiais, de acordo com o delegado responsável pelo caso, Diego Almeida Lopes Mendonça, o suspeito tentou fugir.
Ainda de acordo com o delegado, Oswaldo é caseiro de um sítio de propriedade do sogro da vítima, que também é dono da rede de postos de combustíveis em que Lucian era gerente. "Ele era conhecido da vítima”, disse o delegado.
Os policiais chegaram até o suspeito após as investigações apontarem manchas de sangue nas roupas do suspeito. Ainda de acordo com o delegado, também foi constatado que a foice utilizada no crime era do caseiro. “Ele não confessou, mas contou que marcou um encontro no povoado de Arrudas, local onde ocorreu a morte", explica Diego.
Oswaldo teria ligado para a vítima pedindo ajuda, dizendo que teria furado o pneu de seu carro e por não possuía estepe. Lucian foi até ao local para ajudar e, de acordo com informações, enquanto Lucian falava ao telefone, Oswaldo se afastou, foi até o porta-malas do veículo e pegou a foice que foi utilizada no crime.
O suspeito não confessou o crime e nem disse o que teria motivado tanta brutalidade, mas o delegado diz não ter dúvidas da autoria devido às contradições apresentadas por Oswaldo.

 

Morte
Segundo a Polícia Militar, por volta das 20h de sexta-feira, populares acionaram os policiais informando que em uma estrada vicinal do Povoado de Arruadas, zona rural da cidade, havia um homem morto.
Ao chegar ao local, os policiais encontraram Lucian Aguiar, de 26 anos, morto e com a cabeça decepada. Próximo ao corpo foi encontrada uma foice que, segundo análise criminal, foi usada para cometer o crime. O automóvel da vítima estava no local, bem como todos os pertences pessoais, afastando assim a hipótese de latrocínio.
De acordo com informações, Lucian era gerente de uma rede de postos de combustíveis e o crime pode ter sido motivado por vingança, já que ele demitiu alguns trabalhadores flagrados roubando o estabelecimento, mas a teoria não foi confirmada pela Polícia Civil, que investiga o caso. Nenhum suspeito foi preso.

 

Crédito: Divulgação PC

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.