sexta-feira, 30 de Setembro de 2011 10:27h Paulo Reis

Polícia Civil de Itaúna sob investigação

Dois policiais já estão presos

Uma intervenção foi realizada pela corregedoria da Polícia Civil na Delegacia Seccional da cidade de Itaúna, na manhã da última quarta-feira (28). Foram expedidos e cumpridos dois mandados de busca e apreensão à dois policiais suspeitos de estarem envolvidos com de emplacamentos irregulares e placas de finais inexistente entre outros crimes.  


A falta de apuração de homicídios ocorridos desde o ano de 2007 também é investigado pela corregedoria. Os casos que deveriam ser investigados, até hoje não tiveram andamentos e muito menos solução, um dos policiais teve prisão preventiva e o outro temporária.


Esta operação é direcionada pela corregedoria, Ministério Publico e o sétimo departamento como afirma o próprio delegado Sub-Corregedor do 7º Departamento de Policia Civil, Dr. Elder D Ângelo que informou que a operação aponta dois transgressores da lei.


“Provavelmente este é o início de toda a operação em Itaúna” completa o corregedor, que ainda esclarece que a maioria dos casos sem análise tem relação com trafego de drogas, corrupção passiva, crimes de transito.


Quanto ao setor de trânsito a investigação está voltada para o emplacamento irregular de veículos e ainda veículos contendo endereços inexistentes ou com endereço de despachantes.


A prisão preventiva de um e temporária de outro teve o objetivo de facilitar as investigações com a participação do departamento de Divinópolis. O corregedor não descartou a possibilidade da troca de delegados de postos de trabalho. “A mudanças que houve inclusive de delegado trânsito é uma das conseqüências dessas irregularidades. Todos falam em corrupção policial, mas o povo deve entender que o policial corrupto não existe sem que haja um corruptor que esteja inserido na comunidade”, afirma Dr. Elder.


O corregedor não especificou a quantidade de casos, mas afirmou serem intrigantes. O delegado da Policia Civil de Itaúna, Dr. Márcio Hazan, confessou estar perplexo com a situação e não descartou a possibilidade de haver outros tipos de transgressão de policiais.
As investigações permanecem por tempo indeterminado.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.