quinta-feira, 7 de Julho de 2016 15:32h

Polícia Civil indicia dois suspeitos por estupro ocorrido durante congresso em Bom Despacho

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) concluiu o inquérito que investigou o caso de estupro de uma jovem, de 19 anos, em um congresso, na cidade de Bom Despacho, no Centro-Oeste do Estado, no dia 4 de junho deste ano

Dois suspeitos foram indiciados pelo crime de estupro de vulnerável em concurso de pessoa, ou seja, os dois suspeitos podem responder pelo crime, e assédio sexual (Art. 217 do Código Penal combinado com Art. 216).


A vítima registrou a denúncia, no dia 8 de junho, em Belo Horizonte, onde o inquérito foi instaurado, no mesmo dia. A Polícia Civil pediu, na mesma data, a prisão preventiva de dois suspeitos à Justiça.


Durante as investigações, com base no depoimento dos suspeitos, da vítima e de testemunhas, além de outros procedimentos investigativos, ficou evidenciada a participação de dois homens, um de 24 anos e outro de 25, no crime de estupro.


O caso segue em segredo de Justiça, motivo pelo qual os nomes dos indiciados não podem ser divulgados. A Polícia Civil não encontrou indícios de envolvimento de um dos investigados, André de Oliveira Serretti, 25 anos, que não está entre os indiciados nesse caso. O inquérito relatado foi encaminhado nesta segunda-feira, 4 de julho, ao Fórum de Belo Horizonte.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.