sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2016 11:40h Polícia Civil

Polícia Civil prende 15 suspeitos de aplicarem golpes bancários

A Polícia Civil de Minas Gerais prendeu, nessa quarta-feira (24), 15 pessoas suspeitas de praticarem desvio, furto e apropriação de valores contra clientes de uma instituição financeira

Todos os presos são da capital do Rio de Janeiro, e foram presos em Belo Horizonte, Confins, Juiz de Fora e Três Rios (RJ).

De acordo com as investigações, a quadrilha utilizava de recursos de informática, obtinha dados de clientes, preparava os cartões bancários, e, quando alguns membros da organização compareciam a agências bancárias e aos caixas eletrônicos, colocavam em prática a ação criminosa.

A organização, formada por 15 membros, tinha os líderes que arquitetavam todo o crime conseguindo as informações bancárias, e que, com maquinário próprio, preparavam os cartões clonados. Prosseguindo, faziam o recrutamento de membros que tinham a função de locar veículos, fazerem reservas em hotéis e dirigir os automóveis. Outros membros da organização eram responsáveis por operacionalizar o crime nos caixas eletrônicos. Eles passavam o dinheiro para outros membros, que tinham a função de retornar de carro ao Rio de Janeiro, levando todo o lucro obtido, onde era feita a partilha entre todos os membros de acordo com a participação de cada um.

Com este objetivo, na tarde da última terça-feira (23), 15 membros da organização criminosa chegaram em Belo Horizonte, alguns de carro, outros de avião, e, na manhã dessa quarta-feira, quando iniciavam a prática dos crimes em série, três deles foram presos, logo após cometerem o crime. A ação criminosa era repetida pela quadrilha em vários caixas eletrônicos, conforme apurou a investigação.

Em seguida às prisões, foram desenvolvidas diversas diligências e investigações. Na noite de quarta-feira, dois veículos foram interceptados nas imediações de Juiz de Fora, em fuga para o Rio de Janeiro, quando foram presos outros seis envolvidos. Um terceiro veículo foi interceptado em Três Rios (RJ) e mais dois envolvidos foram presos. Outros quatro suspeitos, incluindo uma mulher, foram presos no Aeroporto Internacional de Confins, no momento em que embarcavam para retorno ao Rio de Janeiro.

A polícia estima que o prejuízo de valores, somente em Belo Horizonte, seja de R$ 224 mil. Somando-se os valores de todos os cinco estados onde a quadrilha agia, o prejuízo chega a R$ 2 milhões. Com os suspeitos, a polícia apreendeu R$ 22 mil, três carros, aproximadamente 200 cartões bancários, equipamentos de informática e celulares. Todos os suspeitos foram presos por furto qualificado e organização criminosa, e um deles, além desses crimes, também por falsidade ideológica. De acordo com as investigações, a atuação nacional desta quadrilha ocasionou prejuízo de cerca de R$ 6 milhões, somente este ano.

O nome da operação, “Apate”, faz referência a um espírito da mitologia grega, que saiu da caixa de Pandora. Era a personificação do engano, do dolo e da fraude.

“Foi um golpe aplicado em cinco estados e Minas Gerais conseguiu dar uma resposta imediata. Foi um trabalho conjunto do Departamento Estadual de Operações Especiais (Deoesp), com o 4º Departamento de Polícia Civil de Juiz de Fora. Também contamos com o apoio da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro (PCERJ)”, destaca o delegado Ramon Sandoli, chefe do Deoesp e responsável por coordenar as investigações.

 

 

Presos em Belo Horizonte:
Thiago de Souza Santiago, 42 anos. Usava o nome falso Ronaldo de Souza Pinheiro
Sidney Souza e Silva, 30 anos
Vangler Saxe de Aguiar, 36 anos

Presos no Aeroporto Internacional de Confins, em Confins/MG:
Cláudio Souza de Araújo, 45 anos
Rubiana Aureliano Melo, 32 anos
Eduardo da Costa Pereira, 32 anos
Jonathas de Lima Souza, 27 anos

Presos em Juiz de Fora:
Anderson Machado Terra, 37 anos
Júlio César Meiler Júnior, 25 anos
Caio César Dias de Oliveira, 26 anos
Luiz Eduardo Albino Velho, 25 anos
Leandro do Nascimento Teixeira, 25 anos
Luiz Gustavo Quinto Marcos de Souza, 39 anos

Presos em Três Rios/RJ:
Tiago Mendes Pereira, 31 anos
Edimílson da Costa Ferreira, 29 anos

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.