segunda-feira, 5 de Outubro de 2015 12:32h Polícia Civil

Polícia Civil prende casal suspeito de matar homem por herança em BH

Uma disputa por um imóvel de família teria sido a motivação do assassinato de Igor de Freitas de Oliveira, 34 anos, pela ex-cunhada Vanessa Pacheco Chagas e seu namorado Isaías Vaz dos Santos, no dia 16 de agosto, no bairro Goiânia, em Belo Horizonte

A dupla suspeita de cometer o crime foi presa no dia 10 de setembro pela equipe de investigadores do Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

O inquérito da Polícia Civil, conduzido pela delegada Alice Batello, da Delegacia Especializada em Homicídios Leste, apurou que o lote onde ocorreu o crime foi deixado como herança para Igor e seu irmão Paulo. No local, existem duas casas, sendo que em uma Vanessa morou com Paulo até ele falecer. Após a morte do companheiro, ela continuou a morar na casa e reivindicava a posse do imóvel. Algum tempo depois, contrariando Igor, ela teria, inclusive, alugado o local para o funcionamento de um lava jato.

De acordo com as investigações, Igor queria que o proprietário do lava jato deixasse o local, e o expulsou dali. Após o ocorrido, o locatário ligou para Vanessa e colocou fim à relação contratual. Com a quebra do contrato, a ex-cunhada foi até o local, portando a faca utilizada no crime, acompanhada de seu namorado Isaias, que estava com uma arma de fogo também usada no crime.

Ao chegar ao local, a suspeita viu os portões da casa arrombados e exigiu que Igor retirasse o carro dele da garagem, mas ele disse que não sairia e que ela poderia chamar a polícia para resolverem a situação, pois a casa lhe pertencia. Neste momento, Isaias, que acompanhava do lado de fora, entrou na garagem de arma em punho e fez dois disparos de arma de fogo contra a vítima. No terceiro disparo, a arma mascou. Então, a vítima correu para a rua, mas caiu ferida ao chão, momento em que sofreu os golpes de faca, os quais, segundo Isaias, também teriam sido desferidos por ele, enquanto Vanessa presenciava tudo, dando-lhe cobertura. O casal confessou a autoria do crime.

De acordo com a delegada Alice Batello, Vanessa Pacheco Chagas e seu namorado Isaías Vaz dos Santos serão indiciados por homicídio qualificado, por motivo torpe e por usarem recursos que dificultaram a defesa da vítima. 

Devido à operação policial, também foi cumprido mandado de prisão de Ricardo Pacheco Chagas, irmão de Vanessa, foragido da Justiça, condenado por crime de furto qualificado, o qual também tem indiciamento por crime de homicídio qualificado.

 

Créditos: Divulgação PCMG

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.