terça-feira, 24 de Novembro de 2015 11:03h

Polícia Civil prende homem que se passava por milionário para furtar joias

Policiais da 5ª Delegacia Especializada em Repressão às Organizações Criminosas (Deroc), do Departamento Estadual de Operações Especiais (Deoesp), prenderam, na última terça-feira (17)

Policiais da 5ª Delegacia Especializada em Repressão às Organizações Criminosas (Deroc), do Departamento Estadual de Operações Especiais (Deoesp), prenderam, na última terça-feira (17), Júlio César da Silva, de 39 anos, suspeito de cometer diversos furtos se passando por milionário. Ele era considerado foragido da Justiça e contava com três mandados de prisão em aberto.

De acordo com as investigações, Júlio César entrava em contato com diversas imobiliárias com a falsa promessa de adquirir imóveis de alto padrão e, durante as visitas, furtava jóias sem que as vítimas notassem. “Ele se apresetava como empresário de Governador Valadares, detentor de helicópetor e bens de luxo, porém, em dado momento, se aproveitava do descuido das vítimas e subtraía joias sem que ninguém notasse”, informou o delegado responsável pelas investigações, Daniel Balthazar.

Ainda segundo Balthazar, dois proprietários de imóveis localizados no bairro Luxemburgo, em Belo Horizonte, tiveram um prejuízo de mais de R$50 mil provocados pelas ações de Júlio César. Por meio da análise do circuito interno de segurança de um dos prédios, a polícia conseguiu identificar a autoria dos furtos.

Na delegacia, o suspeito confessou os crimes e, posteriormente, foi encaminhado ao Presídio Inspetor José Martinho Drumond, em Ribeirão das Neves, onde se encontra à disposição da Justiça.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.