quinta-feira, 21 de Julho de 2016 15:23h Polícia Civil de Minas Gerais

Polícia Civil prende mãe e padrasto suspeitos de maus-tratos contra jovem

A Polícia Civil, em Nova Lima, prendeu em flagrante, na última sexta-feira (15), Adriana Pereira Santos, de 41 anos, e Jânio Lúcio de Moraes, de 49, suspeitos de praticarem maus-tratos contra uma jovem de 20 anos

A Polícia Civil, em Nova Lima, prendeu em flagrante, na última sexta-feira (15), Adriana Pereira Santos, de 41 anos, e Jânio Lúcio de Moraes, de 49, suspeitos de praticarem maus-tratos contra uma jovem de 20 anos, com sofrimento mental, filha de Adriana e enteada de Jânio. Em depoimento, a mãe da vítima confirmou que, há pelo menos seis meses, a filha sofria privação de alimentos e que chegou a ficar até quatro dias sem se alimentar, além de sofrer agressões físicas e abuso sexual por parte do padrasto.

 

Após o recebimento da denúncia e posterior cumprimento de intimação, os investigadores se depararam com a situação relatada, em que a vítima se encontrava em estado de visível magreza e desnutrição. Na residência, os policiais visualizaram o local onde constantemente ocorriam os castigos físicos, onde a jovem seria colocada com a testa apoiada sobre a parede.

 

Adriana Pereira alegou ainda que a privação de alimentos se dava porque a filha fazia muita sujeira, como defecar fora do banheiro e nas roupas e sofria as agressões físicas e castigos por não ajudar nas tarefas domésticas.   A suspeita é mãe de oito filhos, incluindo a vítima e outros três filhos menores, que moram na mesma residência. “O que chama atenção é que os outros três filhos aparentemente estavam bem cuidados”, destacou a delegada Karina Resende, responsável pelas investigações.

 

Os suspeitos foram presos em flagrante pelo crime de maus-tratos e a prisão preventiva já foi decretada pela Justiça e o padrasto da vítima deverá ser indiciado também pelo crime de estupro de vulnerável.

 
 
Fotos: Divulgação PCMG

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.