segunda-feira, 21 de Dezembro de 2015 11:56h

Polícia Civil prende suspeito de latrocínio em oficina mecânica de Betim

Foi preso pela equipe da 4ª Delegacia de Polícia Civil de Betim, no bairro Vila Pinha, em Belo Horizonte

Foi preso pela equipe da 4ª Delegacia de Polícia Civil de Betim, no bairro Vila Pinha, em Belo Horizonte, Gustavo Felipe Sales, conhecido como “Baúzim” suspeito de ser um dos autores do latrocínio que vitimou o mecânico Eder Antônio Fernandes da Silva, 48 anos. Gustavo, em companhia de um segundo suspeito identificado como Márcio Júnior Pereira Silva, o “Juninho”, chegaram até a oficina onde a vítima trabalhava no bairro Cachoeira, em Betim, a princípio simulando estarem interessados em contratar o serviço e, em seguida, anunciaram o roubo.

A vítima reagiu ao assalto e entrou em luta corporal com os suspeitos para evitar que a moto fosse roubada, entretanto os homens atiraram em Eder, que morreu no local. Durante a briga, um dos suspeitos, Márcio Júnior, se feriu no braço com a própria arma.

Após a ação policial, a equipe da 4ª DPC Betim identificou os autores, que foram reconhecidos por uma segunda vítima que também estava no local. O mandado de prisão preventiva contra Gustavo foi cumprido, na terça-feira (15). Ele estava foragido desde novembro quando, ao final das investigações conduzidas pelo delegado Daniel Couto e Gama, foi pedida e concedida pela Justiça a ordem de prisão dele e de Márcio Júnior. No momento da prisão, também foi localizada e apreendida uma pistola Taurus PT 58 com “Baúzim”, que é a mesma utilizada no crime de latrocínio, de acordo com o apurado.

As investigações continuam a fim de localizar e prender o segundo suspeito que está sendo procurado pela Polícia Civil. Participaram das investigações, ainda, os investigadores Leandro Augusto Noce, Alex Lomas Ameno, Rodrigo Fernandes Tavares e André de Souza Oliveira.  Gustavo foi conduzido para o Ceresp de Contagem.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.