quinta-feira, 16 de Junho de 2016 14:59h Polícia Civil de Minas Gerais

Polícia Civil prende suspeito de matar ex-companheira em Ribeirão das Neves

A investigação conduzida pela Polícia Civil referente ao homicídio de Winaiara Emilia de Paula, de 28 anos, terminou com a prisão de Rerionaldo Pereira Gomes, de 41

A vítima foi morta a facadas, na manhã do dia 15 de março deste ano, no bairro Burca, em Ribeirão das Neves, Região Metropolitana de Belo Horizonte.

 

Conforme explicou o delegado Eduarto Hilbert, responsável pelas investigações, suspeito e vítima chegaram a manter um relacionamento extraconjugal por um período, até que resolveram morar juntos e, assim, separar dos respectivos companheiros.

 

Poucos meses depois, Winaiara decidiu reatar o relacionamento com o ex-marido, com quem tinha três filhos. Ainda segundo levantamentos, em algumas oportunidades, a vítima se encontrava com Rerionaldo, que tentava reatar a relação entre os dois. Como Winaiara não correspondia mais as investidas do suspeito, ele então decidiu matá-la.

 

Ciente da rotina da família, assim como da infraestrutura da casa da vítima, o investigado foi até o local e esperou que o marido de Winaiara saísse para o trabalho. Nesse momento, Rerionaldo entrou na casa, seguindo direto para o quarto de vítima, que foi surpreendida com diversos golpes de faca, na região do tórax.

 

Dois filhos de Winaiara, um de três e outra de 11 anos, estavam na casa no momento do crime. A menina estranhou quando viu o irmão mais novo, que dormia com a mãe, sentado no sofá da sala, assistindo televisão. Nesse momento ela ouviu os gritos de Winaiara. Ao entrar no quarto, os filhos se depararam com a mãe ensanguentada. Ela ainda foi levada para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

 

“O crime em debate trouxe enorme comoção social, tendo repercutido em toda sociedade Nevense e veículos de comunicação, em virtude da barbaridade e violência empregadas na prática do homicídio”, ressaltou Hilbert.

 

Testemunhas relataram à Polícia o temperamento agressivo do suspeito, que estava foragido na zona rural de Inhapim. Ele irá responder por homicídio triplamente qualificado, consubstanciadas no motivo fútil, meio cruel e por razões da condição de sexo feminino (feminicídio).

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.