segunda-feira, 15 de Fevereiro de 2016 11:14h Polícia Civil

Polícia Civil prende suspeitos de ameaçarem comerciantes e atearem fogo a ônibus em Sarzedo

A Polícia Civil realizou o cumprimento de mandado de prisão preventiva de dois suspeitos de atearem fogo em três coletivos na cidade de Sarzedo, Região Metropolitana de Belo Horizonte, em julho de 2015

Os mandados de prisão em desfavor de Everton Diego de Morais, 24 anos, que estava preso por posse ilegal de arma de fogo, e Gleidson Dias Ribeiro, 24, foram cumpridos no dia 7 de fevereiro.  Durante as investigações, outros três adolescentes envolvidos na ação criminosa também foram apreendidos. Na época, dois tinham 17 anos e um deles 16.

Os suspeitos foram indiciados por crime de incêndio qualificado, associação criminosa e corrupção de menores. "A conclusão dessa investigação e  foi uma resposta da Polícia Civil a sociedade que foi prejudicada pelo dano causado e, ao mesmo tempo, um alerta a àqueles que acham que podem realizar ações criminosas como essa", disse o delegado responsável pelo inquérito, Welington Martins.

As investigações realizadas pela Polícia Civil revelaram que os ataques aos ônibus começaram depois que Bruno Soares, 23 anos, foi morto em um suposto roubo a carro no bairro Brasília, também em Sarzedo. O veículo em que a vítima estava foi abordado no dia 17 de julho de 2015 e ele foi morto a tiros, sem que o carro fosse levado pelos suspeitos. Os ônibus começaram a ser incendiados no mesmo dia, a mando de Everton que era amigo de Bruno.

Durante os ataques, os veículos eram abordados e os suspeitos obrigavam motoristas e passageiros a saírem do ônibus e, em seguida, jogavam combustíveis e ateavam fogo no veículo. Não houve vítimas da ação.  Os suspeitos, que também são investigados por envolvimento com o tráfico de drogas na região, teriam realizado disparos contra comércios de Sarzedo na madrugada da data dos ataques.

Everton foi encaminhado para o presídio de São Joaquim de Bicas e Gledson para o Presídio de Ibirité.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.