segunda-feira, 30 de Novembro de 2015 12:17h

Polícia desvenda assassinato de homem que foi jogado vivo em rio de Divinópolis

A Polícia Civil, por meio do Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP)

A Polícia Civil, por meio do Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), prendeu Jadson Pinto Alves, de 26 anos, e Vanilson Carlos Alves, de 38, apontados como os responsáveis pela morte do funcionário público Gilberto Castanheira Mendonça, de 36 anos. Ele foi morto na madrugada de 27 de dezembro de 2013, em Divinópolis, região Centro-Oeste do Estado. Um terceiro envolvido no crime, Marcos Vinicius Alves, de 21 anos, continua foragido.

A polícia acredita que o funcionário público tenha sido jogado ainda vivo no rio Pará, em Conceição do Pará, após ter as mãos e pés amarrados e a boca amordaçada. Na noite do crime, Gilberto foi sequestrado e obrigado a fornecer seu cartão bancário e senha aos suspeitos. Após o delito, os investigados fugiram para Belo Horizonte.

Os três suspeitos possuem um vasto histórico criminal, incluindo estupro, tráfico de drogas, lesão corporal e roubo. Outras informações serão fornecidas, na manhã desta terça-feira (1º), pelo delegado Felipe Forjaz.

Data: 1º de dezembro (terça-feira)
Horário: 10h
Local: Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa
            Rua José Ildeu Gramiscelli, 51
            Bairro Bonfim/ BH

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.