segunda-feira, 24 de Junho de 2013 05:51h Erik Ullysses

Polícia Federal apreende vários materiais de informática falsificados em Itaúna

Durante a sexta-feira (21) a Polícia Federal de Divinópolis realizou uma operação na cidade de Itaúna onde conseguiu apreender uma grande quantia de materiais de informática. A operação se passou no bairro Morro do Sol em virtude de um mandado de busca e

Durante a sexta-feira (21) a Polícia Federal de Divinópolis realizou uma operação na cidade de Itaúna onde conseguiu apreender uma grande quantia de materiais de informática. A operação se passou no bairro Morro do Sol em virtude de um mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça Federal de Divinópolis, que investiga o crime de contrabando, assim como fraudes em licitações públicas.

 

De acordo com a Polícia Federal, o inquérito teve início após serem recebidas denúncias de uma empresa fabricante de cartuchos que acabou constatando a falsificações de seus produtos, que estavam sendo fornecidos em licitações públicas de diversos órgãos federais, estaduais e municipais. No esquema fraudulento eram criadas empresas de fachada que participavam de licitações públicas em todo o território nacional na modalidade pregão eletrônico (por meio da internet) e que ofereciam preços bem abaixo do mercado, fazendo com que elas ganhassem o pregão. Depois disso, as empresas acabavam fornecendo cartuchos falsificados ou contrabandeados.

No local onde ocorreram as apreensões foram encontrados diversos suprimentos de informática, como toners e cartuchos, além de um vasto número de documentos que poderiam comprovar o envolvimento dos responsáveis pelas empresas de fachada nas fraudes.

Ainda de acordo com a Polícia Federal de Divinópolis, durante as investigações foi possível verificar que vários inquéritos foram instaurados no Brasil para investigar a fraude em licitações com o fornecimento dos suprimentos falsificados de Itaúna. Todo o material apreendido foi encaminhado para a PF, para que possa ser realizado o trabalho de perícia no intuito de dar continuidade às investigações e identificar todos os possíveis responsáveis pelas fraudes.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.