quarta-feira, 25 de Abril de 2012 10:06h Atualizado em 25 de Abril de 2012 às 10:16h. Vinicius Soares

Polícia Federal faz nova apreensão de drogas

Palio prata é abordado pela Polícia Federal em coação com a Polícia Militar e são descobertas 6 kg de pasta base de cocaína em um trevo da BR-494 próximo a cidade de Pitangui. Casal que estava no carro foi detido em flagrante.

A Polícia Federal de Divinópolis, com apoio da Polícia Militar de Pitangui-MG, realizou a apreensão de aproximadamente 6 kg de pasta base de cocaína na manhã de ontem, (24), no trevo da BR-494 que dá acesso a cidade histórica.
A droga foi trazida de Campinas, em São Paulo, por R.S., 46 anos, natural de Cabo Verde, sul de Minas, e L.A., de 19 anos, da mesma cidade. As substâncias estavam escondidas no parachoque de um Palio prata, com placa de Campinas.
A mercadoria seria entregue em Pitangui e posteriormente distribuída na Região Centro-Oeste mineira.
Os dois indivíduos foram autuados em flagrante por estarem inseridos no artigo 33 da Lei 11.343/2006 (Lei dos Tóxicos), com pena prevista de 5 a 15 anos de detenção presidiária.
Após a lavratura da ocorrência, eles foram encaminhados para o Presídio Floramar, no Bairro Candidés.
O Chefe da Delegacia da Polícia Federal, Daniel Souza Silva, falou sobre como foi possível realizar o flagrante. “Já vínhamos fazendo um trabalho de ronda em conjunto com a PM, abordando vários sujeitos na região, até que por estudos feitos, conseguimos chegar aos suspeitos. Essa quantidade de material apreendido é suficiente para produzir muitas pedras de crack, que é o nosso pior inimigo atualmente. Os indivíduos estão detidos aqui na delegacia e serão transferidos para o presídio municipal”  esclareceu o delegado.
Ainda segundo Daniel, o estado emocional da jovem que estava com o rapaz era de muito arrependimento. “Ela se queixava a todo instante, dizendo estar arrependida e que devia ter escutado a sua mãe” relatou.
Não se sabe o envolvimento dos dois além da ligação criminal, mais detalhes serão apurados para que não haja equívocos.
O veículo envolvido não tem procedência fiscal e por isso não se sabe se era roubado,uma análise a respeito do carro também será encaminhada para a perícia técnica.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.