quarta-feira, 26 de Fevereiro de 2014 05:51h Pollyanna Martins

Polícia Federal faz paralisação de dois dias

Parte dos agentes, escrivães e papiloscopistas da Polícia Federal pararam as investigações por 48 horas em vários Estados do Brasil.

A classe está reivindicando aumento, melhorias nas condições de trabalho, e acréscimo no quadro de funcionários. O atendimento continuou com 30% dos funcionários para passaportes, estrangeiros, armas e químicas.
Segundo o escrivão da Polícia Federal de Divinópolis, Fabrício Porto, há sete anos os funcionários não recebem aumento, com isso perderam 45% do salário devido à inflação. “Hoje a Policia Federal não chega a ter 13 mil profissionais (aqui contando, Delegados, Peritos, Escrivães, Agentes, Papiloscopistas e administrativos). Num país com dimensões continentais como o nosso esse efetivo é irrisório e ineficiente para combater os crimes de tráfico de drogas, contrabando, lavagem de dinheiro, corrupção, dentre outros. Para se ter uma ideia, a Argentina, um país quase quatro vezes menor que o Brasil, conta com mais de 30 mil profissionais em seu quadro de policiais federais”.
O plano de carreira da Polícia Federal só prevê progressão de classe, não há previsão de aumento anual. O sindicato da categoria está em negociação com o governo federal há quatro anos, e ameaçam parar por mais tempo o serviço, caso não tenham uma resposta positiva até março deste ano. “Essa nossa falta de estrutura vai refletir diretamente na sociedade. Estatísticas oficiais do Ministério do Planejamento demonstram o número de Agentes Federais em todo o país, e sua expressiva diminuição no decorrer do ano de 2013. No ano passado 230 agentes federais desistiram da profissão ou penduraram as chuteiras, ou melhor, as algemas. Dos cargos esvaziados, metade desistiu no início da carreira, e o restante se aposentou”. Para Fabrício, a desistência dos cargos se deve ao salário defasado. “A Polícia Federal já foi uma polícia que combatia, hoje está fragilizada. Não temos recursos, nem pessoal para fazermos nosso serviço”, lamenta.

policia, federal, paralisacao, dois, dias

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.