terça-feira, 23 de Outubro de 2012 10:47h Gazeta do Oeste

Polícia intima deputado Samuquinha a depor sobre suposta agressão

 O delegado Deoclécio Francisco de Assis Filho, titular da 37ª DP (Ilha do Governador), convocou o deputado estadual Samuel Corrêa da Rocha Junior, o Samuquinha, do PR, a prestar depoimento na delegacia. A informação é da assessoria de comunicação da Polícia Civil. Samuquinha é acusado de agressão pela advogada Christine Calixto. Ainda segundo a assessoria da polícia, foi instaurado procedimento para investigar crime de lesão corporal e dano.

 Em entrevista ao G1, na noite de segunda-feira (22), a primeira coisa que a advogada Christine Calixto fez foi mostrar hematomas no braço esquerdo, atrás do pescoço e nas pernas. Segundo ela, as manchas roxas são resultado da agressão cometida por Samuquinha, há pouco mais de uma semana, na madrugada do dia 13 de outubro. ‘Foi um espancamento, uma sessão de tortura que durou três horas’, contou. De acordo com a advogada, a agressão ocorreu dentro de um barco de Samuquinha, que, na ocasião, estava ancorado no Iate Clube Jardim Guanabara, na Ilha do Governador.

Procurado pelo G1 nesta segunda-feira, o deputado Samuquinha não foi localizado. Mas, segundo Antônio Carlos, chefe do gabinete do deputado na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Samuquinha afirmou que sequer conhece Christine Calixto, que as acusações da advogada são “calúnias” e que estaria “entrando com medidas judiciais contra essa senhora”. Antônio Carlos explicou que Samuquinha “não iria se pronunciar nesta segunda-feira” e que os advogados do deputado “foram à delegacia para ver do que se trata a denúncia”.

Além de ter registrado o caso na 37ª DP, Christine Calixto também registrou queixa na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam), no Centro do Rio. A assessoria da Polícia Civil informou que essa ocorrência já foi encaminhada ao Tribunal de Justiça do estado (TJ-RJ), com cópia para a Corregedoria da Alerj. “Tenho provas de que não é uma calúnia. A Justiça vai ser feita, mas não vou esquecer disso jamais”, disse a advogada.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.