sexta-feira, 1 de Julho de 2011 10:35h Venilton Ferreira

Polícia Militar faz balanço da Rede de Postos Protegidos em Divinópolis

A Polícia Militar se reuniu com funcionários de postos de combustíveis para algumas orientações a respeito da Rede de Postos Protegidos. Foram duas reuniões que aconteceram no auditório do 23º Batalhão, no Bairro Afonso Pena ontem (30/06). Durante a apresentação o Tenente Marco Paulo apresentou aos participantes uma estatística, que mostra uma sensível redução no índice de assaltos aos postos de combustíveis. O oficial explicou que a Rede foi implantada em julho de 2009 com o objetivo de diminuir e até tentar erradicar essa prática dos marginais, que chegou a preocupar muito as autoridades: “Em 2009 foi feita uma estatística no mês de junho onde foi apurado que já haviam ocorrido 63 assaltos, de janeiro a maio daquele ano, sendo que dos 63, 28 foram somente no mês de maio. E a tendência era crescer ainda mais devido à facilidade encontrada pelos marginais. Desde que se iniciou essa parceria o índice caiu vertiginosamente, chegando ao ponto de ficar vários meses sem nenhum registro dessa natureza. Com a parceria os proprietários e frentistas foram orientados a tomar medidas de segurança, as quais surtiram o efeito desejado”, frisou o oficial.


O Tenente Marco Paulo disse que o sistema já existia em outras cidades e consiste, praticamente, na colaboração entre os postos e a Polícia e na adoção de medidas preventivas de segurança pelos próprios funcionários, gerentes e proprietários dos postos. De acordo com a estatística apresentada os locais preferidos para os assaltos são a região do Bela Vista, Catalão e Interlagos pela facilidade de fuga. Os roubos acontecem geralmente as sextas e sábados, entre 18 horas e 22 horas e são praticados, na maioria das vezes, por motoqueiros em dupla, usando capacetes, capuz e armados com revólver. Diversas dicas de segurança foram repassadas aos frentistas tais como não reagir, não fornecer informações sobre a empresa em que trabalham e acionamento imediato da Polícia Militar em caso de suspeição, dentre outras.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.