terça-feira, 27 de Março de 2012 11:03h Paulo Reis

Polícia Militar propõe Projeto de Segurança para cidades vizinhas a região Metropolitana de Belo Horizonte

Comandante da 7ª Região da Polícia Militar, Eduardo Campos, expôs na reunião da ACASP,a possibilidade de implantar um projeto de proteção nas cidades vizinhas à região metropolitana de Belo Horizonte

A reunião desta semana da ACASP (Associação Comunitária para Assuntos de Segurança Pública) foi realizada na sede da 7ª Região da Polícia Militar situada na avenida J.K., próximo a área dos shoppings no bairro Santa Clara.
Além dos órgãos de Segurança Municipal e integrantes da comunidade estiveram presentes o Deputado Estadual Fabiano Tolentino e o Deputado Federal Domingos Sávio.
Durante reunião foram discutidos vários assuntos  relacionados à segurança pública em Divinópolis e cidades vizinhas. O Deputado Estadual Fabiano Tolentino ainda reforçou a necessidade da observação sobre o andamento das propostas, trabalho este que deve vir não só de representantes públicos, bem como de toda a comunidade
Um dos assuntos tratados foi o de um projeto proposto pela Polícia Militar que visa controlar o fluxo de pessoas que entram nas cidades vizinhas a Divinópolis e que recebeu o nome inicial de Cinturão de Segurança.
Até o momento não existem muitos planejamentos para o projeto que tem apenas o objetivo de criar barreira de segurança nas cidades que limitam com a capital Belo Horizonte.
De acordo com o Comandante da 7ª Região da PM, Eduardo Campos, o método já havia sido usado na segurança do entorno do Estado isto nos idos de 2007 à 2010, quando recursos humanos e logísticos foram utilizados nas cidades que faziam fronteiras com outros estados.
O projeto Cinturão de Segurança também não tem data para ser implantando, é uma ação que permanece em planejamento e visará manter um controle mais refinado das pessoas que circulam pelas cidades do Centro-Oeste vindas da região metropolitana da capital mineira.
As possíveis cidades que de início receberão o projeto são Itatiaiuçu, Pará de Minas que hoje está à 25 minutos de Betim devido a duplicação da BR-262, Itaúna, Nova Serrana também pela questão da duplicação da BR-262 e Divinópolis.
Estas são algumas cidade que tem sofrido com a influência da região metropolitana, como por exemplo, também a cidade de Pompéu que sofre com a influência da região de Sete Lagoas, afirmou o comandante Eduardo Campos.
Quanto ao projeto, a fase atual é de estudos para serem apresentados ao Auto Comando da PM para que tudo seja veiculado junto ao Estado, apesar de já existirem algumas conversas sobre o Projeto.
O Projeto ainda visa melhorar as condições de trabalho da Polícia Militar para controle da criminalidade e estreitar laços cada vez mais fortes com toda a comunidade.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.