terça-feira, 9 de Dezembro de 2014 11:39h

Polícia Militar terá reforço de mais de 1.600 homens durante período de Natal e férias

Planejamento da corporação conta com a utilização de todos os dispositivos e aumento do policiamento para promover maior tranquilidade neste período

A Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) lançou, nesta terça-feira (09/12), a Operação Natalina 2014 e a Operação Férias Seguras 2015. O anúncio foi feito na Praça Sete de Setembro, na região central de Belo Horizonte, com detalhamento de estratégias de segurança que vão ser implantadas no período de Natal, virada e início do próximo ano.

A estratégia operacional, realizada por meio do Comando de Policiamento da capital, com o apoio do Comando de Policiamento Especializado,  traz uma rede de esforços, como forma de recobrir aqueles pontos com maior necessidade ou vulnerabilidade, por meio dos diversos tipos de serviços que se complementam. A ação de Natal vai até o dia 4 de janeiro e tem continuidade com a operação de férias, que vai de 5 de janeiro a 3 de fevereiro de 2015. O objetivo é assegurar mais tranquilidade à população durante o período de compras nas áreas comerciais e período de festas e férias em que as pessoas se ausentam mais tempo de suas casas em viagens.

De acordo com o Comandante do 1º Batalhão de Polícia Militar (BPM), major Gedir Rocha, a grande vantagem desta operação é "o envolvimento, não só do comando da PM da capital, especializado, da Academia de Polícia Militar, do Batalhão, quanto também da própria sociedade", aponta. O planejamento, acrescenta o major, envolveu os conselhos de segurança, lideranças comerciais e informações repassadas pela sociedade. "A Polícia Militar coloca todo o seu dispositivo à disposição, neste esforço máximo para que todos tenham um Natal seguro e as férias tranquilas", completa.

Neste ano, para garantir uma ação de antecipação e prevenção, a Polícia Militar realizou também um reforço no policiamento ordinário, composto por 1.682 militares, sendo: 204 dos cursos da Academia de Polícia Militar, cerca de 644 policiais remanejados dos setores administrativos e dos 834 soldados recém formados que reforçarão as ações e operações policiais que já são realizadas pelos mais de 4.830 policiais militares que atuam rotineiramente no patrulhamento de Belo Horizonte.

Nas operações, estarão em ação conjunta: a Patrulha do Bairro ou Patrulha de Atendimento Comunitário (PAC), Policiamento a Pé, Grupo Especial para Prevenção Motorizada Ostensiva Rápida (GEPMOR), Tático Móvel (TM), Patrulha de Prevenção Ativa (PPA), Base Comunitária (BC) e Base Comunitária Móvel (BCM), Motopatrulha (MP), Ciclopatrulha (Bike), Patrulha de Operações (POP) e Videomonitoramento (Olho Vivo). Destaque, também, para o auxílio das Unidades Especializadas (Batalhão ROTAM, Cavalaria, Batalhão de Polícia de Eventos, Batalhão de Radiopatrulhamento Aéreo e da Companhia de Policiamento com Cães) e do Batalhão de Trânsito. Este último cuidará de operações para melhorar a circulação de veículos e evitar congestionamentos, garantindo a fluidez do trânsito e registro de sinistros, além da fiscalização rotineira e operações da lei seca.

Com as estratégias implementadas pelos órgãos de segurança pública nesse período com mais presença ostensiva, prevenção, monitoramento de suspeitos reincidentes e locais que são alvos repetidos, há aumento dos resultados positivos como no número de operações, prisões e apreensões, que garantem a eficácia desse modelo de operação. Contudo, como a circulação de pessoas e volume de dinheiro aumentam, as oportunidades de cometimento de crimes também sobem na mesma proporção e, por isso, é importante que todos fiquem atentos, realizem uma vigilância solidária e denunciem pessoas em atitudes suspeitas ou que estejam cometendo crimes.

A participação ativa do cidadão é imprescindível, seja com a adoção de medidas de autoproteção, ou com a realização de denúncias de situações emergenciais à Polícia Militar, por meio do telefone 190 ou, de forma anônima, pelo  Disque-Denúncia 181.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.