sexta-feira, 20 de Janeiro de 2012 17:56h Atualizado em 21 de Janeiro de 2012 às 10:39h. Flaviane Oliveira

Policiais continuam buscas pelos detentos que fugiram da cadeia de Arcos

Presos renderam policiais e agentes antes da fuga

Os policiais militares e civis da cidade de Arcos e toda região continuam as buscas pelos foragidos da cadeia de Arcos que fugiram na tarde da última quinta-feira (19). Os homens que estão sendo procurados renderam o agente penitenciário e também o militar que faziam a segurança do local na hora do ocorrido e durante a fuga, levaram três armas.
Durante a tentativa de fuga, cinco homens renderam o policial e o agente. Ttrês deles conseguiram fugir e os outros dois foram rendidos por militares que haviam sido acionados pelo rádio. De acordo com o Portal Correio Centro Oeste, dois dos três foragidos são considerados de alta periculosidade e estão sendo investigados por suspeita de envolvimento em diversos crimes na cidade de Lagoa da Prata.
Desde a noite da quinta feira (19), militares de Arcos e reforços da região estão empenhados para recapturar os fugitivos. Em entrevista ao Portal, o agente penitenciário Wellington Duarte, declarou que os foragidos são Israel José de Oliveira, Fabrício de Andrade, que fugiu pela segunda vez e Marcelo Silva. Tiago Santana, que também tentou fugir foi recapturado próximo à cadeia em um matagal. A fuga foi possível porque os detentos ameaçaram presos que ficam em celas livres e fazem a limpeza do prédio e assim foi possível a abertura das celas. Após a fuga, a  Subsecretaria de Administração Prisional (SUAPI) realizou intensa busca em todas as celas a procura de objetos suspeitos, mas até a noite de quinta-feira nada havia sido encontrado.
Devido a cadeia estar em situação de intervenção os direitos dos detentos estão restritos por medida de segurança. Uma das prevenções adotadas foi a suspensão das visitas de familiares que ocorreria durante a tarde de hoje (21).
A Polícia Militar divulgou as fotos dos três presos que fugiram e até o momento não há suspeitas do destino dos foragidos. Os militares orientam para que a população fique atenta e em caso de suspeitas de pessoas estranhas, o denunciante deve ligar para um dos números: 190, 181, (37)3352-1047 ou (37)3351-2084 e terá a identidade preservada.

DROGAS EM MARMITEX
Na penitenciária Pio Canedo, em Pará de Minas, na manhã do dia19, a polícia militar esteve na penitenciária,
onde agentes localizaram drogas dentro de um marmitex no pavilhão semi-aberto.
Os militares vasculhavam o pavilhão, quando encontraram 10 pedras de crack e oito buchas de maconha no marmitex. Na cela havia sete detentos, mas nenhum deles assumiu a propriedade do entorpecente. A ocorrência foi lavrada na delegacia.

Com informações do portal Correio centro oeste

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.