sexta-feira, 24 de Janeiro de 2014 04:20h Pollyanna Martins

Policiais Militares participam de curso de procedimentos ROTAM

Policiais Militares da Companhia de Missões Especiais recebem instruções de armamento de menor potencial para iniciarem as atividades da ROTAM na cidade.

Trinta e um policiais militares da 7ª Companhia de Missões Especiais receberam na tarde desta quinta (23) instruções de armamento/equipamento e emprego de arma de menor potencial ofensivo (aula prática), no Centro de Treinamento do 10º Batalhão de Bombeiros Militar. O curso tem duração de 35 dias, e tem como objetivo capacitar os policiais para trabalharem na atividade ROTAM (Rondas Táticas Municipais). Os policiais vão atuar nos cinquenta municípios da região Centro Oeste.
Os policiais receberam treinamento teórico na parte da manhã sobre uso de armas de emissão de impulso elétrico, bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral, e armas com balas de borracha. “Os policiais vão sofrer os efeitos da arma de impulso elétrico para saber como que a pessoa que eles forem aplicar vai reagir com os efeitos da arma, e poder dosar a aplicação, porque é uma arma que causa um desconforto muito grande”, explica o Tenente Alves. Segundo o tenente, este armamento vai evitar o uso de arma de fogo em casos que a pessoa abordada não esteja armada. “Ela pode ser usada quando a pessoa está agressiva e parte para cima do policial militar para poder controlar a pessoa sem causar danos maiores”, ressalta.
Este armamento já é utilizado em todo estado, em Divinópolis ainda há poucas armas disponíveis. De acordo com o tenente este problema de quantidade de armas é uma questão logística, e deve ser resolvido em curto prazo. “Os policiais estão sendo treinados para darem uma segurança de maior qualidade para toda região. Em outras regiões os policiais estão sendo treinados, mas vão ficar centralizados em nosso efetivo, e vão apoiar no que for preciso, como por exemplo, rebeliões, manifestações e em ocorrências complexas”. Após o treinamento de armas de impulso elétrico, os policiais foram treinados com bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral, e armas com balas de borrachas que serão utilizadas pelas unidades da ROTAM. “A polícia militar ao criar essa companhia com sede em Divinópolis, busca preparar nossa região para combater a criminalidade, bem como o crime organizado e o tráfico”, relata o Tenente Daniel.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.