quinta-feira, 18 de Outubro de 2012 12:36h Erik Ulysses

Policiais militares participam de prova prática com arma de fogo

A Polícia militar realizou na manhã de ontem uma prova prática com arma de fogo no estande do Tiro de Guerra em Divinópolis, localizado próximo ao Aeroporto. A prova faz parte do curso de reciclagem de policiais militares que ocorre a cada dois anos.

 

Esta é a sétima turma do ano a participar da reciclagem que tem a duração de uma semana.

 

De acordo com o tenente Thiago Faria, oficial de tiro da unidade, a reciclagem é importante para que o militar se mantenha atualizado e para que ocorra uma melhor prestação de serviço do militar para a sociedade. “Essa reciclagem é muito importante para que o militar continue desempenhando suas funções de Policial Militar junto à sociedade. Esse treinamento visa prestar um melhor serviço à população” garantiu o tenente.

 

Segundo o tenente as aulas envolvem prática e teoria, e abordam diversas matérias ligadas ao desempenho da profissão. “Temos aulas teóricas e aulas práticas, temos aulas, por exemplo, com instrumentos de menor potencial ofensivo, aulas de técnica policial, aulas de tratamento do policial para com o turista, para alguma pessoa que visite a nossa cidade por exemplo. Dentre outras disciplinas aí visando o aperfeiçoamento do policial e a melhor prestação de serviço para a comunidade” disse.

 

Na prova prática de tiro o alvo que simula uma pessoa possuí diversos locais que os militares têm que acertar. Cada um desses locais possui pontuações diferentes e que simulam as áreas de grande massa do corpo humano. Cada militar precisa atingir 60% de aproveitamento nos tiros para que possa ser aprovado. Caso isso não ocorra, ele é matriculado em um programa especial de treinamento específico para ele, além de o uso de armas de fogo ficar restrito para o mesmo. “Eles precisam de 60% de aproveitamento no mínimo. Caso o militar não consiga é matriculado em um programa de treinamento especial, como se fosse uma recuperação, para que ele seja novamente treinado de forma individual a fim de se aperfeiçoar, melhorar esse resultado” contou o tenente Thiago.

 

Apesar de ser uma prova prática Thiago contou que os militares são orientados quanto ao melhor posicionamento e aproveitamento do tiro. Ele lembrou ainda que o real objetivo de uma arma de fogo utilizada por um policial militar é garantir a proteção da vida dos cidadãos. “É uma oportunidade também de ser realizado um treinamento, embora seja uma prova, nós orientamos os militares a aplicar os fundamentos de tiro, a fazer um tiro com melhor aproveitamento, sobretudo visando a proteção da comunidade. O objetivo do policial ao utilizar uma arma de fogo é proteger vidas. Parece difícil, mas nosso objetivo ao utilizar arma de fogo é realmente proteger o cidadão de bem. E só utilizar realmente em casos que seja necessário para a proteção da vida do próprio policial ou de um terceiro inocente” concluiu.

 

Para o soldado Felipe Dias, que participa das aulas, a reciclagem é fundamental para o policial militar, uma vez que todas as matérias são revistas, e assim o trabalho de proteger a sociedade pode ser melhor executado. “É um treinamento que acontece de dois em dois anos, a reciclagem de todas as matérias que é inerente do serviço policial militar. E é de suma importância a gente estar se atualizando para proporcionar para a sociedade um trabalho mais qualificado” afirmou Felipe. Essa visão também é compartilhada pela soldado Nayara Romeiro: “É importante para nós, policias militares, estar aprimorando cada vez mais, para estarmos desempenhando com excelência as nossas atividades, para estarmos servindo cada vez melhor a população” disse.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.