terça-feira, 10 de Maio de 2011 10:12h Venilton Ferreira

Policial Militar é atropelado na BR 494

O soldado foi atingido por um veículo que transitava em alta velocidade

O  policial militar Ricardo Neves Silva, da Polícia Militar Rodoviária de Divinópolis, foi vítima de atropelamento, por volta de 01h40 da madrugada de sábado para domingo, quando trabalhava em uma operação de apoio à Festa da Cerveja realizada no último final de semana. Ao se deparar com um veículo transitando em alta velocidade e realizando manobras perigosas ele sinalizou para que o condutor encostasse para uma abordagem. De acordo com o militar o motorista diminuiu a velocidade como se fosse obedecer a ordem, porém, ao se aproximar do policial imprimiu maior velocidade, vindo a atropelá-lo. O condutor fugiu em alta velocidade, mas a polícia conseguiu abordar uma pessoa que seria passageira e identificou o veículo como um GM Kadett, cor prata, placa LCK 7176, essa pessoa informou que o condutor seria Carlos José Rodrigues, 36 anos. Durante o rastreamento o referido automóvel foi encontrado abandonado às margens da rodovia BR 494. Posteriormente, o autor do atropelamento compareceu á sede da 53ª Cia PM, localizada na Rua Pernambuco, centro, para registrar uma ocorrência de furto do seu veículo. Como os militares daquele posto já estavam de posse de seus dados, lhe foi dada voz de prisão em flagrante.


O militar foi socorrido pela Unidade de Resgate ao Hospital São João de Deus com ferimentos leves. Ele sofreu escoriações pelo corpo e cortes na mão e perna esquerdas, sendo necessária uma sutura de nove pontos no ferimento da perna. Após ser medicado ele foi liberado.


O motorista foi conduzido para a delegacia, onde prestou depoimentos e foi liberado após assinar o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Seu veículo foi removido para o depósito e sua Carteira de Habilitação e o documento do veículo (CRLV) foram recolhidos pela autoridade de trânsito.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.