terça-feira, 11 de Março de 2014 05:24h

Polícias Militar e Civil realizam operações para combater roubos de caixas eletrônicos

Ações no Triângulo Mineiro e no Norte de Minas foram responsáveis pela prisão de suspeitos de integrar quadrilhas especializadas em assaltos a bancos e aos equipamentos.

Uma operação integrada entre as olícias Civil e Militar da 9ª Região Integrada de Segurança Pública (Risp), com sede em Uberlândia, prendeu 12 suspeitos de integrarem uma quadrilha especializada em assaltos a caixas eletrônicos em Minas Gerais e no Estado de Goiás. A operação aconteceu na madrugada desta segunda-feira (10) e contou com a participação de aproximadamente 60 policiais militares e 30 policiais civis. Foram apreendidos 13 veículos, uma lancha, quase 300 munições de diferentes calibres, quatro armas e aproximadamente R$ 30 mil em dinheiro.

De acordo com o comandante da 9ª Risp, coronel Volney, a quadrilha explodiu um caixa eletrônico no município de Marzagão, em Goiás, e fugiu para Ituiutaba, no Triângulo Mineiro. A partir do intercâmbio de informações entre as polícias dos dois Estados, foi possível realizar a prisão no município mineiro.

O delegado regional de Uberlândia, Samuel Barreto de Souza, reforçou que a troca de informações por meio da Operação Divisas Seguras, realizada periodicamente sob coordenação da Secretaria de Estado de Defesa Social, foi fundamental para a captura do grupo. “Estamos alinhando dados com a PM e com a Polícia Civil de Goiás, o que nos levou até os suspeitos”, afirmou.

O delegado acrescentou, ainda, que as investigações continuam para localizar outros suspeitos e para averiguar se os crimes cometidos pelo grupo têm ligação com os assaltos registrados no sul de Minas.

O secretário de Estado de Defesa Social, Rômulo Ferraz, ressalta que as operações têm demonstrado resultados muito positivos tanto em apreensões de armas e drogas quanto no cumprimento de mandados de prisão. “Com todas as dificuldades que todas as instituições têm, temos conseguido realizar as operações e manter nossas divisas mais seguras”, afirmou.

Na última sexta-feira (07.03), outros dois suspeitos de explosões de caixas eletrônicos no Triângulo Mineiro haviam sido presos pelas Polícias Militar e Civil no bairro Morumbi, na Zona Leste de Uberlândia. Nesta operação também foram apreendidas armas de fogo, dinamite, dinheiro, toucas e um veículo.

Norte de Minas

Nesta segunda-feira (10), militares do 28º Batalhão de Polícia Militar prenderam um dos suspeitos do assalto aos bancos Sicoob e Banco do Brasil, ocorrido na cidade de Riachinho, na região Norte de Minas Gerais. Com ele foi apreendida uma pistola 9 mm e um revólver calibre 38 carregados, uma bolsa contendo R$ 65 mil e uma capa de colete e prova de balas.

Divisas Seguras

Desde março do ano passado, a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) realiza periodicamente a Operação Divisas Seguras, em parceria com as polícias Civil e Militar, o Corpo de Bombeiros Militar, a Receita Estadual, a Receita Federal, o Ministério Público, a Polícia Rodoviária Federal e os Estados de São Paulo, Goiás, Espírito Santo e Mato Grosso.  O objetivo é impedir a entrada de veículos roubados, explosivos, armas, drogas e outros materiais ilícitos em todas as regiões de Minas Gerais.

Desde quando as fiscalizações começaram, 100 mil pessoas e quase 70 mil veículos foram abordados. Mais de 400 prisões aconteceram. Já foram apreendidos 300 quilos de explosivos, mais de uma tonelada de maconha, 469 pedras de crack, 45 armas de fogo, 5.962 munições, 1.119 pares de calçados, oito mil telhas, 860 estacas de eucalipto, uma tonelada de queijo e mais de quatro mil mídias de CD e DVD, entre outros materiais.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.