sábado, 3 de Setembro de 2011 11:31h Natalia Santos

População reclama sobre furto de veículos

Índice pode cair depois da prisão de uma quadrilha que agia na cidade

Três pessoas foram presas no último final de semana na tentativa de furtar um veículo no centro da cidade. O trio é suspeito de agir em quadrilha na prática do crime, o qual tinha aumentado nas últimas semanas. A população já vinha reclamando sobre o alto índice de furtos e arrombamento como é o caso dos moradores do bairro Bom Pastor. Eles alegam que existe falta de segurança na região, principalmente na quarta-feira a noite, durante a missa da família na Igreja Nossa Senhora Aparecida.

 

 

De acordo com o delegado de furtos de veículo, Marcelo Nunes, a realidade da cidade mostrava sim um aumento nos índices. No entanto informou a Gazeta do Oeste, sobre a prisão de três pessoas, as quais agiam na cidade no furto veículos. O delegado ressalta que com a prisão dos suspeitos, o número pode vir a diminuir, uma vez que eles são responsáveis pela maioria dos furtos da cidade. “Já tivemos esta mesma situação. Os números aumentavam, conseguíamos prender os envolvidos e depois os índices diminuíam novamente. Isto é o que esperamos”, alegou Marcelo. A pena para que comente o furto de veículos é pequena, garantiu o delegado e por isto, os mesmos voltam a praticar os roubos.

 

Quem não estava muito satisfeito com o aumento desta natureza era a população. Os moradores do bairro Bom Pastor e os frequentadores da missa às quartas-feiras na Igreja Nossa Senhora Aparecida estão preocupados com o que diz respeito a segurança do local. Sobre o assunto o tenente coronel Júlio Theodoro dos Santos também admitiu o aumento de furtos e arrombamentos de veículos. No início do mês de agosto a Polícia Militar intensificou o policiamento no local e a efetivação na prisão de autores. “Para a missa da Família semanalmente é instalado um policiamento específico para o evento, com vista minimizar as ocorrências. Logicamente é um local que reúne muitas pessoas e os oportunistas dos crimes observam todos estes fatores”, explicou o coronel.

 

 

O delegado de furtos de veículos explicou que é importante a prisão destes autores em flagrante, uma vez que em investigação o processo é mais demorado. A única maneira segundo ele, de conseguirem chegar aos autores dos crimes é através das oficias e ferros-velho na busca de peças furtadas e desmanche de veículos. “A partir deste momento é que vamos tentar chegar até a pessoa que roubou e isto demora tempo e é mais difícil”, garantiu Nunes.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.