quinta-feira, 25 de Julho de 2013 06:43h Luiz Felipe Enes

Presídio Floramar: Quatro anos à espera de obras de ampliação

O presídio Floramar em Divinópolis continua ser motivo de reclamações. As queixas são a super lotação, condições inadequadas entre outros. Em 2012, a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), anunciou um investimento de mais de 111 milhões de reais no

O presídio Floramar em Divinópolis continua ser motivo de reclamações. As queixas são a super lotação, condições inadequadas entre outros. Em 2012, a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), anunciou um investimento de mais de 111 milhões de reais no sistema prisional de quatro cidades do estado.

Quando foi anunciado o investimento, no ano passado, 1.184 vagas seriam distribuídas em Divinópolis, Montes Claros, Muriaé e Itajubá. Somente em Divinópolis a previsão era de que as obras iniciassem ainda no ano passado, mas de acordo com a Secretaria de Defesa Social, ainda não foi estipulada uma data concreta para o início nas obras de ampliação do presídio. 
Atualmente, a capacidade do presídio é para 240 presos, no entanto, abriga cerca de 600 detentos divididos em quatro pavilhões. A ala masculina, consideravelmente é a maior ocupada. Quando foi divulgado o projeto, a pretensão era criar 4.591 novas vagas.
O anexo será construído ao lado da unidade prisional, em uma área de três mil metros quadrados, com capacidade de receber mais 296 presos, a construção, que serão apresentados pelo Programa Nacional de Modernização de Presídios, do Departamento Penitenciário Nacional (Depen).
Aproximadamente 15.000 metros foram desapropriados para a ampliação do sistema prisional. O repasse ocorreu no dia 03 de março de 2010, durante a assinatura da lei nº 7.134/2010, que autoriza a Prefeitura de Divinópolis a doar terrenos ao Estado de Minas Gerais, para a ampliação do Presídio da Colônia Penal Floramar. O espaço cedido pela prefeitura ainda esta lá, aguardando a construção e a ampliação.
Esse projeto já tramita desde 2009, quando anunciaram mudanças no presídio. Em junho daquele ano, a até então secretária adjunta de Defesa Social Luzia Soraia Silva esteve em Divinópolis e anunciou a antecipação das obras de ampliação da Penitenciária Floramar, que estavam previstas para 2010, e que três anos depois ainda não foram concluídas.
Em nota divulgada pela assessoria de comunicação da Seds, os projetos ainda se encontram em fase de elaboração e aprovação junto a Caixa Econômica Federal. Se de fato a obra for concluída, o presídio de adequará a comportar os 600 detentos existentes hoje no presídio.

 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.