segunda-feira, 19 de Outubro de 2015 09:19h Atualizado em 19 de Outubro de 2015 às 09:20h. Pollyanna Martins

Presos fabricam jalecos para o HSJD

Cerca de 1,3 mil jalecos são entregues por mês ao hospital

Nove detentos do presídio Floramar, em Divinópolis, estão fabricando jalecos descartáveis para o Hospital são João de Deus (HSJD), há quatro meses. Cerca de 1,3 mil jalecos são entregues mensalmente à instituição. O material é feito de pedaços de tecidos que embalam o instrumental cirúrgico da instituição. Um tecido que antes era jogado fora. A medida ajuda também financeiramente o hospital, pois a instituição comprava os jalecos descartáveis para que médicos e enfermeiros usassem no bloco cirúrgico.
Apenas dois detentos estão autorizados pelo juiz corregedor e de execução criminal da Comarca de Divinópolis, Francisco de Assis Corrêa, a serem remunerados pelo trabalho. Os presos recebem três quartos do salário mínimo, como prevê a Lei de Execução Penal. O restante trabalha em troca de remição de pena, com desconto de um dia a cada três trabalhados. Segundo o juiz, há uma harmonia com a direção do sistema prisional da região para gerar novas oportunidades aos detentos e cumprimento humanizado das penas.  “Esse projeto atende às diretrizes da Lei de Execução Penal, que prevê o trabalho de presos, sobretudo no semiaberto. Além de remir a pena, o detento também recebe uma oportunidade de ressocialização” destaca.
A parceria com o Hospital São João de Deus é parte da inserção do Presídio Floramar no pólo de confecção de Divinópolis. Das máquinas de costura do estabelecimento prisional saem, mensalmente, nove mil lençóis para o sistema prisional de Minas Gerais, são 48 homens e 12 mulheres trabalhando. A diretora-geral do Presídio Floramar, Elisabete Pinheiro Fernandes,  observa que a parceria com o hospital tem um caráter pedagógico para os presos. “Além da remição de pena e da qualificação para o trabalho, eles contribuem para o meio ambiente e ajudam uma instituição que presta um serviço relevante para a população de Divinópolis”, ressalta.

 

Créditos: Divulgação

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.